Armas Psicotrónicas usadas nas Escolas Portuguesas para implementarem à força medidas securitárias e a marca da besta nos alunos!

Mais uma operação terrorista PsyOP em Portugal cometida pela elite cabal no seguimento da agenda cibernética e transhumanista! Das duas uma, ou foi tudo uma encenação na escola e não houve morte nenhuma, ou foram usadas armas psicotrónicas direccionadas especificamente às 2 pessoas que estiveram envolvidas no suposto crime! As armas psicotrónicas já existem há muito tempo e os grupos criminosos, governos, serviços secretos e de inteligência, militares e autoridades policiais que têm acesso a esse tipo de armamento andam a usar essas armas em cima das populações! Eles usam essas armas nas escolas, prisões, estádios de futebol, seitas religiosas e em qualquer local de elevada concentração de pessoas! Muitos atentados e actos de violência são causados por armas psicotrónicas! E o que é que eles querem fazer com isso? Criar reacções negativas nas populações para que sejam manipuladas ao ponto de aceitarem ceder as suas liberdades essenciais em troca de uma segurança temporária acabando por ficar sem liberdade e sem segurança!

Outra coisa que eles querem fazer é impedir o acesso de familiares às escolas para separar cada vez mais as crianças dos seus pais e restantes familiares e aprisioná-las nas escolas que são autênticas prisões, faz tudo parte da agenda 21, agenda 2030, agenda cibernética e transhumanista, que inclui a destruição familiar, a expropriação das populações e o fim da propriedade privada, e acabar com os direitos parentais (polémica SuperNanny) em que os pais deixam de ter poder e autorização sobre os seus filhos, as crianças deixam de pertencer aos seus pais e passa a ser o Estado a ser proprietário e dono de tudo e de todos! Por isso é que as autoridades e a comunicação social estão a dar especial destaque à violência doméstica (destruição familiar), à videovigilância e às smart cities como cascais (agenda cibernética, marca da besta RFID) e às crianças que supostamente são muito violentas, rebeldes e hiperactivas (crianças índigo) e que por isso têm de ser medicadas e controladas à força por médicos psiquiatras e com mais medidas securitárias que querem implementar nas escolas em nome de uma falsa segurança!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.