Porque é que a Ordem dos Médicos e a DGS são Organizações Terroristas e de Crime Organizado!

As autoridades de saúde estão desesperadas para implementar a vacinação obrigatória a nível nacional e decidiram engendrar um novo estratagema: obrigar todos os profissionais de saúde a se vacinarem obrigatoriamente para poderem exercer a sua profissão liberal, mas que na prática deixa de ser liberal porque são obrigadas a se deixarem contaminar com armas biológicas, vacinas! Estamos perante um atentado à saúde pública pois como já aqui vos revelei são as próprias vacinas que criam as epidemias porque as vacinas contêm os próprios vírus assim como muitas outras substâncias mutagénicas e genotóxicas causadoras da maior parte das doenças!

Esse agente PsyOP a mando dos cruzados da indústria militar-médico-farmacêutica, o António Rios (nome falso?) que-vos convencer com a falácia de falsa causa que a saúde pública está naqueles que aceitam que o seu corpo seja contaminado com os próprios vírus e com uma série de substâncias mutagénicas, neurotóxicas e genotóxicas! O livre arbítrio individual de querer forçar o uso de armas biológicas (a vacinação obrigatória) nos profissionais de saúde, não pode colocar em causa a saúde do colectivo! É assim que ele devia ter escrito e não da forma falaciosa como o fez! Reparem bem como eles vos manipulam o cérebro com o recurso constante e sistemático a falácias, neste caso a falácia de falsa causa associando forçosamente a relação entre as epidemias e os não vacinados ignorando o facto de que quem está vacinado é um potencial foco de transmissão do vírus uma vez que os vírus são inoculados no seu corpo quando é vacinado! Ignorar isto é ignorar factos e evidências e quem ignora factos e evidências ou é deficiente mental ou está de má fé!

Mas a Maria Rebeca (nome falso de uma agente PsyOP que anda no facebook e nas principais páginas dos jornais nacionais a espalhar desinformação e a manipular a opinião pública no seguimento da agenda cibernética e transhumanista) fez ainda pior, ela quer-nos convencer que quem não está vacinado está obrigatoriamente infectado e que por isso vai infectar quem está vacinado contra essas doenças para as quais supostamente devia estar protegido com as vacinas! Ou seja, na cabeça desta gente quem está vacinado não está protegido contra as doenças para as quais se vacinou porque vai apanhar na mesma as doenças de quem não está vacinado porque segundo os defensores da vacinação quem não está vacinado está obrigatoriamente infectado só pelo simples facto de não estar vacinado! Inacreditável como as pessoas ainda se acreditam nesta gentalha criminosa e cúmplice de crime organizado! E agora vamos a factos e evidências científicas!!!

Declaração de recusa de apresentação do Boletim de Vacinas

Eu/Nós,______________________________ na realização da minha/nossa insubstituível acção de pai/mãe/pais, protegida no artigo 68.º da Constituição da República Portuguesa (CRP), em relação ao nosso filho/a, _______________ ____________________________________, e com base no seu interesse superior, declaramos, para os devidos efeitos, que recusamos apresentação do Boletim de Vacinas do meu/nosso filho/a.

A presente declaração de recusa funda-se nas minhas/nossas convicções pessoais, protegidas pelo direito à liberdade de pensamento e de consciência, pelo direito à liberdade e segurança, pelo direito à livre escolha em saúde, e pelo direito à reserva da intimidade da vida privada e familiar.

Em virtude da protecção conferidas pelos mencionados direitos, não é legítimo a qualquer autoridade questionar as nossas convicções, incluindo em matéria de saúde, nem poderemos ser prejudicados por nos recusarmos a responder. Igualmente, não podemos ser perseguidos ou privados de direitos em virtude das nossas convicções, nomeadamente o direito ao ensino, estando protegidos quanto a qualquer forma de discriminação.

[artigos 26.º, 27.º, 41.º, 74.º da Constituição da República Portuguesa e Declaração Universal dos Direitos do Homem das Nações Unidas, Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, Convenção dos Direitos do Homem e da Biomedicina e Carta Europeia dos Direitos dos Doentes]

Sem prejuízo do anteriormente referido, ainda que por hipótese o meu/nosso filho/a não cumpra integralmente o Plano Nacional de Vacinação, inúmeros estudos científicos credíveis concluem que tal não constitui um risco acrescido de contágio das demais crianças em contexto escolar relativamente à maior parte das doenças alvo de vacinação e que a total cobertura de vacinação não impede a ocorrência de surtos de certas doenças como o sarampo. Em todo o caso, não é legítimo impor qualquer intervenção em saúde, incluindo a vacinação, devido aos riscos frequentes e aos riscos graves, entre os quais a morte.

[Ver: http://infovacinas.com/wp-content/uploads/2017/06/20170605-carta-sobre-vacinao.pdf]

Data:

Assinatura:

Continuar a Ler sobre este importante assunto: Vacinas

One thought on “Porque é que a Ordem dos Médicos e a DGS são Organizações Terroristas e de Crime Organizado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.