A Polícia Judiciária e a Jerónimo Martins são máfias e organizações terroristas que estão a mentir na comunicação social para manipular o público a aceitar a introdução da marca da besta (moeda digital) em nome de uma falsa segurança e um falso combate à corrupção porque são eles próprios que inventam casos de corrupção para implementar medidas securitárias de controlo absoluto e acabar com a privacidade e a liberdade de todos os seres-vivos!

A Polícia Judiciária e a Jerónimo Martins estão a mentir! Esta operação é uma grande mentira que está a ser usada juntamente com todas as outras operações de combate à corrupção como uma das fases da agenda 2030 cibernética e transhumanista que pretende acabar com o dinheiro físico para implementar o pagamento por telemóvel, a moeda digital, e o controlo absoluto biométrico! E para isso eles precisam de provocar um problema, a corrupção, para o povo reagir e logo a seguir apresentam-nos a solução, a moeda digital e a biometria que eles vão dizer que é para acabar de vez com a corrupção através da monitorização do dinheiro em tempo real acabando dessa forma com a privacidade e a liberdade das pessoas e de todos os seres-vivos que eles querem chipar com RFID para os controlar em tempo real.

Eles fazem sempre isto, problema, reacção, solução. E estão a fazer isso nesta operação da Polícia Judiciária que é uma mentira porque ninguém guarda 400 mil euros em dinheiro! Isto é um absurdo e só gente ignorante e absurda é que se acredita nisto!

Mas mais absurdo ainda é acreditar que uma empresa iria correr o risco de pagar a funcionários do Pingo Doce mais de um milhão de euros em subornos em vez de cobrir legalmente o preço da concorrência! Só tolinhos é que se acreditam nisto e não devemos considerar gente tolinha!

Os Directores da Polícia Judiciária e da comunicação social que lhes dão cobertura mediática deviam estar todos presos por mentirem à descarada perante todo o mundo como se todos nós fôssemos acéfalos e imbecis que não conseguimos ver as mentiras que eles constantemente publicam por escrito e verbalmente na comunicação social para nos manipular e enganar a todos para aceitarmos a marca da besta!

Que não haja dúvidas que a Jerónimo Martins e a Fundação Francisco Manuel dos Santos estão a ter cobertura e protecção das autoridades judiciais portuguesas nomeadamente da Polícia Judiciária, a mesma Polícia que encobriu o terrorismo organizado que assassinou crianças e famílias nos incêndios de Pedrógão Grande que foram provocados com armas de energia dirigida em operações de geo-engenharia que a Polícia Judiciária, o Exército e todas as autoridades e chefes de Estado encobriram até hoje! Estamos perante organizações mafiosas, mentirosas e criminosas que devem ser inseridas como principais Réus para serem condenadas e executadas no Dia do Juízo Final!

A Polícia Judiciária e a Jerónimo Martins são Organizações mafiosas e terroristas que servem a Besta e que vão ser exterminadas no Dia do Juízo Final!!!

Esta operação da Polícia Judiciária é tudo mentira! Problema-Reacção-Solução. E a solução é a marca da besta, pagamentos por telemóvel, biometria e a moeda digital para obrigar a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos a aceitarem certa estampa de marca na mão direita (RFID, telemóveis e pulseiras electrónicas [programa Estou Aqui da PSP]) ou na testa (biometria, óculos virtuais e reconhecimento facial), a fim de que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser que apresentasse a tal marca (RFID), que é o nome da Besta ou o número do seu nome (identificação biométrica).

Continuar a ler sobre este importante assunto:

Os governos e as autoridades estão a sabotar o sistema bancário de propósito, a fechar os bancos, a destruir e a retirar as caixas multibanco e a dificultar cada vez mais o levantamento de dinheiro porque eles estão a preparar um atentado terrorista mundial para acabar com todo o dinheiro físico e com os cartões bancários e obrigar as pessoas a usar os telemóveis e a identificação biométrica para pagar as contas e sobreviver!

As corridas nas cidades como o Parkrun, o Run Portugal e o Portugal Running são operações do complexo militar, médico e farmacêutico e dos serviços de inteligência de todo o mundo para condicionamento mental habituando as pessoas a usar a marca da besta que são dispositivos de rastreabilidade humana como as pulseiras electrónicas com barcodes e RFID para identificação e geo-localização, e para destruir o sistema imunitário dos humanos com armas electromagnéticas de energia dirigida!

O Cartão de Cidadão e o Telemóvel são a Marca da Besta!

Armas Psicotrónicas usadas nas Escolas Portuguesas para implementarem à força medidas securitárias e a marca da besta nos alunos!

Chefe da Polícia é Mestre de Violência Doméstica! Objectivo: Marca da Besta RFID!

O escândalo Raríssimas e todos os casos de corrupção mediáticos têm um objectivo: implementação da moeda digital e a marca da besta, o chip RFID, pagamentos por telemóvel e pulseiras electrónicas!

Chave móvel digital e a fibra ótica: A marca da besta!

A Moeda Digital, o MicroChip RFID e a Comunicação Social: a marca da Besta!

As maratonas e as corridas nas cidades são experiências-piloto para usar as pessoas como cobaias no uso do RFID e da geo-localização e são atentados de terrorismo económico e social para provocar o caos nas cidades e desviar o trânsito para as grandes superfícies como o Pingo Doce e destruir dessa forma o comércio local e tradicional!

Técnicas de manipulação mental usadas pela comunicação social (violência doméstica e dispositivos de rastreabilidade humana RFID)

Os Dentistas vão ser inseridos no Serviço Nacional de Saúde para vos implantar sensores RFID nos dentes e rastrear-vos o ADN!

IBM is behind the RFID healthcare and Transhumanist Agenda and they need ASCII to control the world with artificial intelligence!

A tentativa de rapto no Hospital de S. João é uma operação mediática encenada pelos serviços de inteligência e pelas autoridades médicas que querem aprovar legislação para a implementação de medidas de segurança biométricas e pulseiras electrónicas com chips RFID nos profissionais de saúde, nos doentes, nas grávidas e nos bebés recém-nascidos, como fazem com os presos!

Bebé de dois anos morta pelo pai é uma operação mediática encenada pelos serviços de inteligência e pelas autoridades médicas (polícia judiciária e os illuminati), para aprovar legislação em nome da violência doméstica que está a ser usada para retirar as crianças aos pais, drogá-las e vaciná-las à força, controlar as crianças com dispositivos biométricos de rastreabilidade humana (chips RFID e pulseiras electrónicas) como fazem com o gado, e implementar os Crime Maps!

A Igreja Católica, o Vaticano e o Papa querem chipar as crianças com pulseiras e chips RFID para prevenir os abusos sexuais que estão a ser cometidos de propósito para as autoridades religiosas, militares e de saúde implementarem a obrigatoriedade deste tipo de medidas de segurança que pretende acabar definitivamente com a liberdade e a privacidade das crianças, das famílias e de todas as pessoas!

O caso da criança Bento que morreu afogada num tanque de regadio é uma encenação mediática e operação dos serviços de inteligência para aprovar legislação que proíba os poços e tanques de rega para retirar a independência alimentar às populações rurais e para controlar e espiar as crianças com pulseiras electrónicas e dispositivos RFID em nome da prevenção e de uma falsa segurança para acabar com a liberdade e a privacidade das crianças e das suas famílias!

As maratonas e as corridas nas cidades são experiências-piloto para usar as pessoas como cobaias no uso do RFID e da geo-localização e são atentados de terrorismo económico e social para provocar o caos nas cidades e desviar o trânsito para as grandes superfícies como o Pingo Doce e destruir dessa forma o comércio local e tradicional!

2 thoughts on “A Polícia Judiciária e a Jerónimo Martins são máfias e organizações terroristas que estão a mentir na comunicação social para manipular o público a aceitar a introdução da marca da besta (moeda digital) em nome de uma falsa segurança e um falso combate à corrupção porque são eles próprios que inventam casos de corrupção para implementar medidas securitárias de controlo absoluto e acabar com a privacidade e a liberdade de todos os seres-vivos!

  1. “Mas mais absurdo ainda é acreditar que uma empresa iria correr o risco de pagar a funcionários do Pingo Doce mais de um milhão de euros em subornos em vez de cobrir legalmente o preço da concorrência!”

    Realmente, ainda lhes saiu é mais caro!
    E fora os carros topo de gama que são para acrescentar ao bolo.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.