O reitor da Universidade de Coimbra (Amílcar Falcão) e o delegado de saúde de Coimbra (Dr. José Pereira de Almeida) são assassinos e mentirosos que têm de ser julgados e condenados por crimes contra a saúde pública!

Para quem já tomou o medicamento:

Urine Therapy

Como desintoxicar o corpo de metais pesados, vírus, vermes, bactérias nocivas e nanopartículas sem recorrer à indústria médico-farmacêutica!

A bactéria Neisseria meningitidis não causa doença nenhuma, é uma bactéria essencial à saúde do corpo-humano que existe naturalmente na flora da nasofaringe do sistema citocromo nasal que tal como aqui vos mostrei o sistema citocromo nasal é uma das primeiras linhas de defesa do sistema imunitário que protege o corpo contra a invasão de agentes patogénicos como vírus e nanopartículas que as autoridades de saúde, militares e governamentais andam a espalhar na atmosfera com a geo-engenharia para adoecer, esterilizar e matar as pessoas selectivamente e gradualmente em nome da sustentabilidade (agenda 2030) que é um eufemismo para genocídios e controlo totalitário de tudo e de todos (internet of things e Big Data in Healthcare) em nome de uma falsa escassez de recursos e uma falsa saúde pública!

O que o reitor da Universidade de Coimbra (Amílcar Falcão) e o delegado de saúde de Coimbra (Dr. José Pereira de Almeida) querem fazer é destruir o sistema citocromo nasal e as microbiotas do corpo-humano principalmente aos adolescentes estudantes da Universidade de Coimbra com uma arma biológica que é a droga Ciprofloxacina Megaflox 500 mg, um fármaco que mata as bactérias essenciais das microbiotas do corpo-humano e que está a ser usado como uma arma biológica para adoecer e matar a juventude!

O que a Universidade de Coimbra está a fazer com este alerta é a encobrir os atentados terroristas que estão a ser cometidos pelas autoridades governamentais e de saúde com armas biológicas que estão a ser usadas através da geo-engenharia (nanodust, smartdust, vírus e nanopartículas pulverizadas na atmosfera) para adoecer e esterilizar as pessoas e principalmente as crianças, adolescentes e idosos no seguimento da Agenda 2030 que pretende esterilizar e matar com doenças induzidas a maior parte dos humanos e animais como cães e gatos enquanto enriquecem as autoridades de saúde e veterinárias com a gestão de doenças que nunca as vão curar porque a saúde não lhes dá dinheiro nenhum a ganhar, só a gestão de doenças que eles próprios provocam e espalham!

A bactéria Neisseria meningitidis não causa doença contagiosa nenhuma, é uma bactéria essencial do sistema cictocromo nasal, não causa doença nenhuma! É tudo mentira! A inflamação das meninges não é causada por esta bactéria que é essencial e existe naturalmente no sistema citocromo nasal, a inflamação é causada por metais pesados e nanopartículas que estão a ser pulverizadas com as operações criminosas diárias de geo-engenharia, com os fármacos e tratamentos médicos, com a água pública que está contaminada com substâncias neurotóxicas e com as vacinas que contêm substâncias neurotóxicas, genotóxicas, mutagénicas e carcinogénicas!

A bactéria Neisseria meningitidis não causa doença contagiosa nenhuma, é uma bactéria essencial no Sistema Citocromo Nasal
A meningite é uma infecção estreptocócica!

A meningite é uma infecção estreptocócica! Este medicamento é claro naquilo que diz, o medicamento não é eficaz no tratamento de meningite bacteriana que é uma infecção estreptocócica! As autoridades de saúde de Coimbra são criminosas que querem adoecer, esterilizar e matar os alunos com este medicamento que não é eficaz para o tratamento da meningite, pelo contrário, o medicamento provoca a meningite que é uma doença neurológica que este tipo de medicamentos potencia com o Fluorine que é altamente tóxico!

Guerra psicológica, medo! A Universidade de Coimbra é uma organização terrorista!

A Universidade de Coimbra é uma organização terrorista que lançou um comunicado de guerra psicológica com informações falsas e perigosas que constituem um atentado à saúde pública porque os responsáveis por esse comunicado (reitor da Universidade de Coimbra, Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra e o delegado de saúde de Coimbra) querem contaminar, esterilizar, adoecer e matar os estudantes da Universidade de Coimbra com um medicamento que é uma arma biológica (Ciprofloxacina 500 mg) porque além do próprio medicamento Ciprofloxacina ser altamente tóxico, a dosagem de 500mg que eles estão a dizer para os estudantes tomarem é ainda mais tóxico com efeitos secundários extremamente graves porque esse medicamento é feito com Fluorine que é o elemento mais eletronegativo que existe, é extremamente reativo e é altamente tóxico que mata todo o tipo de bactérias de que o organismo humano necessita para se manter saudável.

O medicamento não diferencia quais as bactérias a matar, o medicamento mata todas as bactérias! Eles não querem matar as bactérias patogénicas porque o medicamento não as consegue diferenciar porque não existem bactérias patogénicas na natureza e a meningite não é causada por bactérias, a meningite é causada por metais pesados e xenobióticos no sistema nervoso central que atacam as bactérias e todos os micro-organismos essenciais que temos nas membranas protetoras e no líquido cefalorraquidiano que envolve o cérebro e a medula espinal, o que eles querem matar com este medicamento é todo o tipo de bactérias e destruir as glândulas do sistema endócrino (Hipotálamo, Hipófise e Pineal) com o Fluorine.

Este medicamento Ciprofloxacin é um dos antibióticos com efeitos secundários mais elevados. Não pode ser usado na gravidez, provoca abortos, malformações congénitas, ruptura de tendões, provoca alucinações, fraqueza muscular, mutações genéticas, destrói o sistema nervoso, destrói o sistema digestivo porque mata as bactérias benéficas da flora bacteriana, aumenta o risco de toxicidade cardíaca, arritmia ventricular e morte súbita.

Este medicamento Ciprofloxacin que a Universidade de Coimbra está a distribuir gratuitamente ao estudantes para o tomarem é conhecido por desencadear convulsões e causar outros efeitos adversos no sistema nervoso central. Provoca cefaleias, tonturas e insónia, tremores, psicose, ansiedade, alucinações, paranóia e tentativas de suicídio, especialmente em doses mais altas como é o caso do Ciprofloxacina 500 mg. A Universidade de Coimbra e o delegado de saúde de Coimbra são criminosos que têm de ser julgados e condenados por atentados à saúde pública!

Mas ainda há mais provas científicas, o medicamento Ciprofloxacin causa neuropatia periférica que pode ser irreversível, como fraqueza, dor de queimadura permanente e formigueiro ou dormência. Sabe-se que as fluoroquinolonas bloqueiam a transmissão neuromuscular e existem preocupações de que as fluoroquinolonas, incluindo a ciprofloxacina, possam afetar a cartilagem em crianças.

Uma ampla gama de efeitos adversos raros, mas potencialmente fatais, relatados ao FDA dos EUA incluem dissecção aórtica, necrólise epidérmica tóxica, síndrome de Stevens-Johnson, pressão arterial baixa, pneumonite por hipersensibilidade, supressão da medula óssea, hepatite ou insuficiência hepática e sensibilidade à luz, erupção cutânea e icterícia.

O medicamento Ciprofloxacina interage com certos alimentos e vários outros medicamentos, levando a aumentos ou reduções indesejáveis nos níveis séricos!

O medicamento Ciprofloxacina é um potente inibidor do conjunto de enzimas Cytochrome P450 (enzimas CYP1A2, CYP2D6 e CYP3A4), ou seja, impede o corpo-humano de se livrar dos xenobióticos porque não os consegue metabolizar! Bloqueia o sistema imunitário e digestivo provocando muitas doenças!

Como a Ciprofloxacina não é metabolizada e impede o corpo-humano de se livrar dos xenobióticos através da acção de inibição que o medicamento tem no conjunto de enzimas Cytochrome P450, isto vai causar diagnósticos para doenças com resultados falsos, vai provocar resultados laboratoriais bacteriológicos falsos! Isto é muito grave o que eles estão a fazer!

Como a Ciprofloxacina não é metabolizada pelo corpo-humano e inibe a acção das enzimas Cytochrome P450 responsáveis pela eliminação dos xenobióticos, a Ciprofloxacina vai manter-se no organismo até ser excretada no leite materno quando as mulheres engravidarem!

A Ciprofloxacina causa distúrbios neurológicos que provocam acidentes de viação justificando assim a implementação dos veículos eléctricos autónomos sem condutor.

Eles estão a usar estes medicamentos para destruir o sistema nervoso central e o sistema endócrino do corpo-humano e principalmente às crianças e adolescentes!

O Reitor da Universidade de Coimbra Amílcar Falcão é um assassino e mentiroso!

Ou seja, o que eles querem dizer com isto é que qualquer pessoa que apresente sintomas de patologias sazonais como gripes normais têm de ser imediatamente conduzidos para os hospitais para serem drogados e contaminados com fármacos como o Ciprofloxacina que são armas biológicas para adoecer, esterilizar e matar!

As declarações do reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, e do delegado de saúde são falsas, mentirosas e constituem um atentado à saúde pública! O medicamento Ciprofloxacina Megaflox é altamente tóxico que mata as bactérias todas essenciais à saúde de um corpo porque o medicamento contém Fluorine que é o elemento mais eletronegativo que existe, é extremamente reativo e é altamente tóxico que mata todo o tipo de bactérias de que o organismo humano necessita para se manter saudável, forte e protegido!

Referências:

Ciprofloxacina Megaflox 500 mg – Folheto informativo

Aluno com meningite leva 500 pessoas a fazer medicação preventiva

Caso de meningite bacteriana detetado na Universidade de Coimbra

A Universidade de Coimbra dos porcos illuminatis proibiram o consumo de carne de vaca para os estudantes que são obrigados a pagar propinas de forma ilegítima para desaprender e receber uma lavagem cerebral académica porque o objectivo é proibir o consumo de produtos de origem animal para a maioria das pessoas e tornar esse consumo como um privilégio apenas para as elites enquanto a maioria da população é obrigada a comer produtos processados e desmineralizados!

A Fundação Calouste Gulbenkian, os Empresários pela Inclusão Social (EPIS), a Ordem dos Psicólogos, a Universidade de Coimbra e a Indústria Médico-Farmacêutica são todos cúmplices do Terrorismo incendiário em Portugal!

A queda da ponte Hintze Ribeiro de Entre-os-Rios a 4 de Março de 2001 e a queda da ponte Morandi em Génova foi um ritual satânico cometido pelas autoridades políticas, militares, académicas e religiosas, com armas escalares de energia dirigida, Nano-tech Disassembler Weapons (NDWs)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.