A explosão no centro de Lisboa foi um atentado terrorista cometido por engenharia militar com armas dirigidas (directed-energy weapons) nucleares e escalares como um simulacro para testar armas químicas, electromagnéticas e nucleares que os militares estão a usar para destruir os edifícios antigos para a construção de Smart Buildings para as Smart Cities que não funcionam com matérias-primas naturais que os edifícios antigos têm na sua construção!

Assassinos e Genocidas Profissionais, Sabotadores e Mercenários Engenheiros Militares!

Terroristas Nucleares que combatem o terrorismo nuclear! Engenheiros militares peritos em armas químicas, biológicas e nucleares, estiveram no Líbano a fazer o quê? A bombardear o porto de Beirute e agora bombardeiam o Centro de Lisboa em mais um simulacro militar como preparação e treino para algo mais grandioso e catastrófico que esses engenheiros militares a mando da NATO querem fazer em todo o mundo provocando atentados que atribuem a causas naturais como gás natural e alterações climáticas para terem um pretexto de destruir os edifícios antigos construídos com materiais naturais que neutralizam as armas biológicas, electromagnéticas e nucleares e substituir esses edifícios por Smart Bildings ligados à Smart Grid dentro de Smart Cities para controlo absoluto de tudo e de todos e para terem um pretexto de usar armas militares furtivas para destruir património histórico e atribuir a esses atentados militares causas naturais como alterações climáticas ou uso de combustíveis naturais como gás natural.

A explosão no centro de Lisboa foi um atentado com demolição controlada e com o uso de armas electromagnéticas e nucleares com a geo-engenharia que tem estado activa nos últimos dias e principalmente nos centros das principais cidades incluindo o centro de Lisboa como as fotos do centro da explosão nos mostram que estavam a ser usadas armas electromagnéticas de ionização da atmosfera naquele local e que servem de ignição às explosões com demolição controlada à distância por essas armas. Eles querem destruir todos os edifícios antigos porque foram construídos com materiais tabique com madeira, tijolo e taipa (matérias-primas naturais) que protegem os edifícios, as cidades e todos os seres-vivos contra terramotos e contra ataques electromagnéticos e nucleares porque são materiais com matérias-primas naturais e neutras que neutralizam as partículas radioactivas e protegem os espaços e todos os seres-vivos, eles não conseguem usar armas biológicas, electromagnéticas e nucleares com esse tipo de materiais naturais porque neutralizam a radiação emitida por essas armas! Além disso eles querem substituir todos os edifícios por materiais inseguros e radioactivos para serem ligados à rede Smart Grid para a construção das Smart Cities.

Se realmente é verdade o que o comandante dos bombeiros, Tiago Lopes, disse, que os edifícios em pedras resistentes e tabique dão fragilidade aos edifícios, então esse comandante dos bombeiros Tiago Lopes é um criminoso e membro das seitas que estão a encobrir este atentado no centro de Lisboa com demolição controlada em que foram usadas armas electromagnéticas e nucleares e a geo-engenharia com ionização da atmosfera por cima do local da explosão que serviu como fonte de ignição, se a ignição foi feita pela ionização da atmosfera não sei, mas que foi demolição controlada foi porque uma explosão de gás não provoca aquele nível de destruição em vários prédios e não desfaz pedras resistentes! Não foi explosão de gás nenhuma, foi uma bomba, foi uma arma militar de energia escalar com demolição controlada à distância!

“Estes edifícios são “em pedras resistentes e tabique, o que dá fragilidade tanto ao edifício como aos prédios adjacentes”. A parte da frente do edifício ruiu e várias projeções atingiram o Hospital de Santa Marta. A explosão atingiu também viaturas estacionadas naquela rua, que se encontra cortada ao trânsito. ” – fonte

Geo-engenharia com Ionização da atmosfera por cima do local da explosão:

Geo-engenharia com Ionização da atmosfera por cima do local da explosão

Foi um atentado com demolição controlada, não foi explosão de gás nenhuma: “Os danos terão chegado a outros edifícios. “O terceiro prédio também tinha brechas no quarto e as portas, com o impacto do estrondo, não abriam, as pessoas não conseguiam sair“, afirma.”

Isto também faz parte da agenda da neutralidade carbónica para nos retirar todo o tipo de produtos naturais incluindo o gás natural e proibir os veículos a gás porque não são veículos eléctricos e eles querem electrificar o mundo todo para ligar tudo e todos à Smart Grid dentro de Smart Cities, o gás é um produto natural que eles querem retirar para electrificar o mundo todo e nos descarbonizar, nos esterilizar e matar a todos com o transhumanismo e além disso os veículos a gás são muito económicos e eficientes e também não conseguem ser atacados nem controlados por armas electromagnéticas nem pela Smart Grid e por isso é que eles querem acabar com o gás e com os veículos a gás. Eles querem-nos retirar toda e qualquer autonomia para nos ligar à Smart Grid com a internet of things e isso passa por nos afastar de todos os recursos naturais que nos dão a possibilidade de termos liberdade e autonomia fora da rede deles, a Smart Grid que eles tencionam usar para controlar tudo e todos, para poder absoluto sobre todas as formas de vida!

eles querem acabar com o gás e com os veículos a gás porque são económicos e eficientes e dão-nos liberdade e autonomia fora da Smart Grid e não conseguem ser atacados nem controlados por armas electromagnéticas

Foram usados explosivos e detonação controlada nas explosões no centro de Lisboa ou simplesmente foi usado uma arma nuclear de energia escalar dirigida aquela zona (tecnologia militar da NATO), o gás não provoca esse nível de destruição como podem ver no seguinte vídeo, se o gás causasse esse nível de destruição esta estação de enchimento de gás teria explodido toda com a explosão dos milhares de cilindros de gás que se encontravam naquela estação de enchimento de gás, se realmente o gás explodisse dessa forma todo o edifício teria ficado destruído e as pessoas teriam morrido todas tal como aconteceu em Lisboa que não foi explosão de gás nenhuma, foi uma bomba ou arma nuclear de energia escalar com detonação controlada, foi um simulacro qualquer militar e que envolveu a protecção civil e os bombeiros que estão a ser cúmplices nesses atentados porque o comandante dos bombeiros, Tiago Lopes, mentiu! A maior parte das explosões de gás nos últimos anos são bombas e armamento militar com detonação controlada (são simulacros em cenário real) que as autoridades atribuem a culpa ao gás pois é a melhor forma de encobrir os atentados e de pressionar a opinião pública a desistir de usar os combustíveis naturais como o gás!

explosão de gás numa estação de enchimento de garrafas de gás

A explosão de gás é localizada no centro da fuga de gás e o raio de acção da explosão é limitado à concentração de gás no local devastando apenas o que está no meio da concentração de gás no momento da explosão e não o que está fora do centro da explosão porque o gás dissipa-se no ar e a explosão não tem combustível nem energia suficiente para provocar um nível tão grande de devastação como aconteceu nas explosões no centro de Lisboa que foi obviamente detonação controlada com o uso de bombas ou algum tipo de arma escalar direccionada aos 3 edifícios que ficaram destruídos com essa detonação!

A explosão de gás é localizada no centro da fuga de gás

Os equipamentos Smart também podem ser usados para causar explosões se houver fugas de gás e se a rede eléctrica não estiver grounded (sem aterramento eléctrico) que causa acumulação de electricidade e que ao entrar em contacto com gases inflamáveis provoca ignição mas como podem ver as explosões de gás são localizadas e restritas ao centro da explosão e não destroem por completo os edifícios como aconteceu no centro de Lisboa:

as explosões de gás são localizadas no centro da explosão e não desintegram por completo os materiais dos edifícios como aconteceu em Lisboa

Foram usadas armas nucleares e escalares de destruição localizada (por isso é que a onda escalar da detonação atingiu os 3 edifícios), é armamento militar, é o semelhante ao armamento militar que foi usado no Líbano para destruir o porto de Beirute e esse Comandante Tiago Lopes esteve no Líbano, são tudo coincidências: Pessoas “soterradas” a pedir ajuda, moradores que não conseguiam sair de casa. Testemunhas relataram ao Observador o momento em que uma “explosão enorme” se fez ouvir no centro de Lisboa. – fonte

Uma explosão de gás não provoca este tipo de destruição! Reparem no automóvel todo derretido e despedaçado, foi um engenho militar, foi uma arma escalar e nuclear direccionada aquela zona onde estavam os 3 edifícios e as viaturas que foram completamente destruídas pela onda de energia escalar.

Referências:

TCor Eng.ª Tiago Manuel Batista Lopes

O complexo industrial militar, médico e farmacêutico com a cumplicidade das autoridades nacionais querem provocar um terramoto e um tsunami em Portugal com armas de energia dirigida e de controlo climático (DEW) para provocar uma crise social, económica e política e decretar estado de sítio e de emergência para implementar medidas ditatoriais no seguimento da Agenda 2030

O amianto (asbestos) está a ser proibido em todo o mundo porque protege as populações e a natureza dos incêndios florestais, das armas nucleares e das armas de energia direccionada!

A elite cabal está a preparar um holocausto mundial para reduzir 90% da população mundial e para isso precisam de matar todo o tipo de árvores que sejam altas e com raízes profundas como as árvores centenárias e os eucaliptos e matar todo o tipo de pássaros selvagens que são formas de vida que protegem os espaços e a natureza contra ataques nucleares e electromagnéticos! E precisam de medo para desactivar os ressonadores magnéticos do planeta!

2 thoughts on “A explosão no centro de Lisboa foi um atentado terrorista cometido por engenharia militar com armas dirigidas (directed-energy weapons) nucleares e escalares como um simulacro para testar armas químicas, electromagnéticas e nucleares que os militares estão a usar para destruir os edifícios antigos para a construção de Smart Buildings para as Smart Cities que não funcionam com matérias-primas naturais que os edifícios antigos têm na sua construção!

  1. Bom dia et!
    Lembras-te desta, g1.globo.com › noticia › 2014/08
    Três familiares do Papa Francisco morrem em acidente na Argentina …?
    Um ano após a eleição do Papa Francisco!
    Sempre desconfiei deste acidente…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.