A música clássica e comercial é tóxica, é uma droga de euforia induzida temporária que manipula a resposta sensorial autônoma do meridiano! Por isso é que as elites adoram todos música clássica e vendem música comercial à manada para manter as pessoas excitadas sem potencial de repouso e de acção celular!

A música quanto mais simples for (single tone) maior é a sua vibração! Hoje vou escrever sobre algo muito importante, música. O Terry Davis (TempleOS) dizia que Deus não gosta de música clássica por causa da forma como os vários instrumentos e sons são transmitidos, em ondas! E ele também dizia que Deus não gosta de waveforms e que a música clássica é tóxica! Eu sei que para muitas pessoas Deus não existe, para outros Deus é uma inteligência da qual todos nós fazemos parte, uma espécie de Consciência Omni, design inteligente, Consciência Gaia, e muitos outros pensam que é o diabo ou uma espécie alienígena e várias entidades não físicas que controlam a mente das pessoas, eu não vou discutir sobre isso e vou tentar ser o mais racional e científico possível sem entrar na parte religiosa nem esotérica, eu quero é descobrir como nos manipulam com o som independentemente de quem o faz!

Se vocês repararem as elites adoram música clássica! A besta Jaron Lanier fundador da realidade virtual, cientista da computação e artista visual é também compositor de música clássica! Eles adoram todos música clássica por uma razão muito especial… Porque é que um fundador da realidade virtual é compositor de música clássica? Porque a música clássica não é real, é uma ilusão eufórica sensorial como eu vos vou mostrar!

Muitos poderão pensar que as elites adoram música clássica por causa dos seus efeitos benéficos na saúde, isso é semi-verdade porque a real causa é outra coisa! É por causa do Ego! A música clássica alimenta-nos o ego e dá-nos uma sensação de êxtase e bem-estar porque nos mantém num estado de euforia induzida temporária que é uma droga e controlo mental! O silêncio é música que não conseguimos ouvir com os ouvidos mas com a Alma! O som do absoluto manifesta-se no silêncio! Eles não querem ninguém no silêncio, eles querem um mundo cada vez mais ruidoso e ruinoso!

Eu acho que a música para ser verdadeiramente benéfica e uplifting (aumento vibracional) tem de ser tocada e ouvida em single tones, quanto mais simples for maior é a ressonância e vibração porque o que ressona e vibra não é o som somos nós porque os seres-humanos são diapasões, são ressonadores! Não pode haver mistura de muitos instrumentos e notas musicais ao mesmo tempo porque isso provoca distorção sonora que é prejudicial às nossas células e ao nosso cérebro que funciona em single tones (Isochronic tones) com processamentos individualizados e não todos misturados ao mesmo tempo!

A combinação das notas musicais e dos instrumentos tem de respeitar uma determinada geometria na propagação do som que ainda não sei bem qual é mas eu penso que não seja geometria nenhuma, é precisamente o contrário de geometria, tem de ser algo abstracto, caótico, imprevisível, único, não pode haver uma forma igual à outra porque toda a criação na natureza é única, não há uma igual à outra precisamente por causa da forma como as frequências vibracionais são geradas e emanadas, são individuais, genuínas, autênticas, não há uma igual à outra! A este processo é que se pode chamar Criação pois de outra forma, se existirem formas repetidas, isso é reprodução e não criação!

Ou seja, quanto menor for a forma geométrica na propagação do som (single tones) menor são os ângulos, e quanto menos ângulos existirem menor é a deformidade porque deixa de existir forma porque não há ângulos e sem ângulos não há deformações, não há geometria, e sem geometria não é possível formar nem deformar nada, ficamos sem formas e sem estilos, tornamo-nos abstractos, caóticos, indomáveis, imprevisíveis, incontroláveis, sem limites, sem formas, ligados ao infinito, ao som do absoluto que é o que nos dissolve o ego, a luz! A luz tem de ser dissolvida e não aprisionada com formas geométricas! E para que essa dissolução ocorra não pode haver formas, tudo tem de ser simples, simple tones, menos definição, menos dimensão, menos complexidade, menos geometria, menos limites, menos luz, menos som, menos cor, menos densidade, menos negatividade, menos electrões!

A luz é negativa porque é o que forma a matéria e a matéria é o lado negativo! Por isso é que as bestas iluminadas acabaram com este tipo de música composta em single tones como a harpa, como as music box, porque eram músicas compostas em single tones que não provocam euforia nem êxtase, não viciam! Por isso é que os animais, as plantas e os bebés adoram esse tipo de música simples em single tone como a voz de uma mãe ou do seu pai a cantar para ele ou música em que cada nota é tocada individualmente respeitando as frequências de cada uma porque é delicada, não excita, não consome, transmite paz e não vicia porque não excita as células com euforia e êxtase! Por exemplo:

Agora comparem esta música com a versão clássica, em concerto ao vivo:

Vocês nunca sentiram que há algo de errado com essas bandas de música e orquestras de música clássica que parecem manadas com herd mentality porque todos têm que lamber os culhões e a piça do maestro e não sentem música nenhuma porque se estão atentos ao maestro e às pautas não estão a sentir música nenhuma e só tocam a parte que lhes compete tocar por ordens do maestro olhando sempre para a pauta da música, ou seja, os músicos estão completamente fora da música que necessitam de pautas e de maestros para se sintonizarem na composição musical porque estão dessintonizados da música, não são músicos porque nem sequer escrevem nem compõem a música, são reprodutores de notas musicais, são escravos do maestro e das pautas, são técnicos mas não músicos, são programados mas não programadores, são peças de uma máquina controlada e programada pelo maestro!

Orquestras com maestro é uma subversão musical, é uma distorção da música, é tóxico, é vampirismo musical tal como aqui vos mostrei. Aliás, tudo que junte e concentre num recinto uma multidão de pessoas, animais ou seja o que for, não é saudável, é uma prática anti-natura com o único propósito de sucção energética, comércio e monopolização dos mercados, da indústria e da cultura, é vampirismo, como as cidades e as zonas industriais!

Por isso é que as elites adoram esta merda de música clássica e orquestral e adoram assistir a concertos sempre mal vestidos com fatos, gravatas, laços e vestidos de putas de elite muito nobres como o presunto, cheios de vaidade e superioridade, armados em cultos e eruditos, com ostentação, com aquela expressão idiota na cara de quem se acha admirador de arte sem sentir arte nenhuma mas que gostam de ser vistos como se fossem muito entendidos no assunto, ansiosos por bater palmas e se curvar perante o maestro mesmo antes da composição musical acabar porque o objectivo não é ouvir nem sentir a música, é o exibicionismo, o alarde, o show off, é alimentar o Ego, é como se todos se estivessem a masturbar a olhar uns para os outros e a ter ejaculações precoces em cada tempo da música, a música clássica é uma foda comandada pelo maestro!

A música clássica é poligamia e uma orgia musical em que todos se consideram uns fodilhões e conhecedores de música, vaidosos e orgulhosos por assistirem a um concerto ao vivo, por fazerem parte de um pacto, de uma ordem pois é isso que significa a palavra concerto, é uma ordem e um pacto com o maestro e não com a música porque a música verdadeira é sempre desordenada e caótica, é imprevisível, abstracta, subjectiva e individual porque cada pessoa sente a música à sua maneira e cada músico toca uma música à sua maneira sempre de forma diferente de cada vez que a toca, mesmo sendo a mesma composição musical, a música é sempre diferente de cada vez que a toca pois é isso que destinge um músico de um autómato que obedece a ordens, não cria nada de novo porque não tem individualidade, é isso que destinge uma reprodução musical de uma criação musical! É isso que destinge um ser-humano de uma máquina, é a criatividade porque os seres-humanos são seres criativos e as máquinas são autómatos reprodutores!

Porque é que vocês acham que as elites querem sempre que os seus filhos aprendam música clássica? É para os controlar facilmente porque a música clássica torna as pessoas dóceis e submissas, intelectualmente capacitadas e com ambos os hemisférios cerebrais em harmonia mas torna as pessoas dóceis sem o lado selvagem desenvolvido! E além disso um músico numa orquestra não tem individualidade nenhuma, não compõe música nenhuma, apenas reproduz e obedece ao maestro! É submissão! É programação mental para habituar as crianças a obedecerem aos seus superiores, aos mestres!

Essas elites e experts de música, os auto-proclamados músicos e especialistas sabem tudo da composição musical, decoram tudo, sabem o que significa cada tempo da música (como se a música tivesse um significado) sempre com aquela conversa aborrecida de ir ao pito e ao petróleo para se promoverem nas televisões, nas rádios, nas revistas, na casa da música, armados em génios da música, com aqueles gestos, posturas e lábia nauseabunda com que se mascaram de muito inteligentes na arte da música quando na realidade a música que eles ouvem não tem arte nenhuma porque não tem simplicidade, inocência, pureza, mistério, humildade, não tem individualidade sonora nenhuma, nem sequer é música, é ruído, é toxicidade, é poligamia e bestialidade sonora que acaba por distorcer e deformar a música porque menos é mais! Fuckers!

No fundo é isso que eles são, são uns fodilhões que fodem tudo e todos para se exibirem e se ostentarem na sociedade em nome de uma inteligência que não têm porque só quem não é inteligente é que se exibe e se ostenta porque quem é inteligente não precisa de se exibir e de se ostentar porque a inteligência não se exibe, sente-se, e não tem palavras capazes de a descrever e exprimir porque se for exprimida não é sentida e se não for sentida não é real, não é inteligente, não existe, é uma luz que escurece ao iluminar, é uma ilusão e ficção, é fornicação intelectual, que é o que todas essas bestas fazem porque quanto maior a posição e o estatuto de alguém no mundo maior é a sua dimensão e o seu nível de imbecilidade lumínica!

O som da harpa é single tone! Por isso é que transmite harmonia e paz e não provoca êxtase nem euforia:

Reparem na harpa, quanto menor a corda maior é a vibração do som, menor é a dimensão porque menos luz (menos matéria) gera mais vibração, um tom mais agudo, leve, menos denso, menos grave! Menor é a densidade geométrica, menor são os limites impostos pela geometria da corda, menor é a luz, menor é a negatividade, menor se torna a gravidade!

A questão principal é que quanto mais simples for uma melodia maior é a sua ressonância e vibração porque o dimensionamento funciona em ambos os sentidos, menos é mais e o que tem de ressonar e vibrar somos nós e não a música nem o visual! Perante isto facilmente compreenderão que estamos a entrar numa era de luz em que tudo está a ser feito para nos manter presos à luz, às trevas que nos iluminam por fora e nos escurecem por dentro porque é isso que a luz faz, projecta sombra dentro de nós, trevas, gravidade, densos, cheios de luz aprisionada que nos faz brilhar porque não se dissolve nem nos preenche por dentro, cheios de negatividade porque quanto maior a dimensão maior é o peso e a gravidade! É tudo ao contrário!

Para cada nota musical corresponde uma cor e para cada cor corresponde uma frequência e para cada frequência corresponde uma sequência genética no nosso ADN, tudo tem de estar em sintonia e sincronia, o mesmo tom e a mesma frequência. E isso só é possível alcançar com simplicidade e uma combinação certa no espaço e no tempo respeitando a individualidade de cada frequência em que nenhuma se sobrepõe à outra.

O que estou a tentar dizer é semelhante ao funcionamento dos Isochronic tones que funcionam com single tones! Eu penso que o nosso cérebro só está preparado para processar um tom de cada vez, consegue processar várias frequências ao mesmo tempo mas cada uma delas no seu tempo e espaço e não todas ao mesmo tempo pois isso é que provoca o êxtase e a euforia que é um estado de excitação dos neurónios, é uma droga!

O cérebro processa cada tom e frequência no seu tempo certo, uma de cada vez para poder memorizar e decifrar as várias frequências individualmente, cada uma no seu tempo e compartimento (espaço cerebral), pois só dessa forma é que o cérebro consegue combinar essas várias frequências dos vários tons para formar uma melodia em que cada tom tem a sua própria frequência intocável e individual sem ser excitada, deformada e distorcida pelas outras frequências que não se sobrepõe umas às outras!

Eu penso que seja por causa disto que Terry Davis (TempleOS) disse que Deus lhe disse que a música clássica é tóxica, porque perante os factos científicos que vos apresento, várias notas musicais tocadas ao mesmo tempo é tóxico porque não conseguimos ouvir nenhuma nota musical individualmente porque todos os diferentes sons estão-se a sobrepor uns aos outros distorcendo e deformando as frequências, a melodia, a música! O cérebro fica em estado de excitação porque não consegue processar e decifrar cada tom individualmente! Os neurónios não conseguem entrar em potencial de repouso porque estão sempre excitados, e sem repouso as células deixam de ter potencial de acção! Por exemplo:

A nossa voz é um exemplo perfeito de como a música deve ser entoada, em single tone! O som de uma música para ser benéfico tem de ser composto e tocado como as cordas vocais funcionam, duas cordas que vibram e ressonam entre si gerando diferentes frequências sonoras individualmente sem tocarem uma na outra, sem sobreposição de frequências que é o que causa a distorção! E este princípio deve ser o mesmo em qualquer instrumento musical, incluindo os humanos que são instrumentos musicais, os corpos humanos são instrumentos de música, têm cordas vocais por alguma razão, todos os animais, toda a natureza e todas as formas de vida emanam frequências e ressonâncias em diferentes espectros de energia que formam várias composições musicais em que algumas conseguimos ouvir como o som dos pássaros e outras não como o som das plantas, mas toda a forma de vida animada e inanimada está sempre a gerar ressonâncias e frequências vibracionais em diferentes espectros de energia para manter a energia em movimento que é o que permite a existência de vida, vida é ressonância e vibração!

Por isso é que os relacionamentos humanos só vibram se coexistirem em pares, duas forças opostas que é o que cria ressonância, música, vibração, energia em movimento, é como um diapasão! Não é por acaso que as autoridades principalmente clericais, religiosas, sempre dividiram os sexos, homens de um lado e mulheres do outro, faziam isso antigamente nas escolas, nos colégios e ainda hoje o fazem com o sexismo e a discriminação sexual. Os Templários andavam em pares por alguma razão!

Por isso é que a maior parte da música comercial e clássica não é música, é ruído, é tóxico, é uma droga, é distorção sonora, é mistura, sobreposição e distorção de tons e notas musicais, de instrumentos diferentes com emanações e frequências que excitam as células porque se sobrepõem todas ao mesmo tempo umas às outras, é controlo mental, é uma droga e feitiçaria que vicia o cérebro com uma técnica que eles chamam de “auditory induced head orgasm”, “attention induced euphoria”, é um estado de êxtase e euforia rápido, é um orgasmo que rapidamente desaparece e por isso é que nos cansamos rapidamente de uma música porque ficamos mentalmente exaustos, consumidos, as nossas células desgastam-se rapidamente porque estão sempre excitadas sem potencial de repouso, quando na natureza isso não acontece porque os sons da natureza não tocam todos ao mesmo tempo e não se sobrepõe uns aos outros, cada frequência visual e sonora na natureza tem o seu próprio canal de transmissão, espaço e tempo!

Um orgasmo tem de ser constante e não temporário, um verdadeiro orgasmo é permanente! É o estado de Bliss, felicidade, beatitude, e que só é possível sem sobreposição e distorção de frequências vibracionais. Quando as frequências se corrompem e se deformam umas às outras isso é possessão energética, é vampirismo porque estamos todos a sugar a energia uns dos outros para obter prazer temporário, orgasmos temporários, subscrições, visualizações, audiências, likes, partilhas, prazer e orgasmos sexuais com a pornografia, ou seja, attention induced euphoria, que é o que nos ilumina e alimenta o Ego impedindo a distribuição de energia por todo o corpo (Bliss, felicidade, paz e saúde interior) porque a energia sexual fica concentrada na cabeça ou apenas nas partes genitais em vez de se distribuir por todo o corpo para aquecer e iluminar todo o ser-humano e não apenas partes dele!

Cada manifestação de energia na natureza é singular, individual, única e inviolável, não há sobreposição e possessão espaço-temporal porque isso seria distorção da energia transmitida causando deformações vibracionais e as consequentes mutações que é o que está a acontecer às pessoas e à natureza porque vivemos num mundo cada vez mais centralizado que provoca um choque de frequências causando distorção espaço-temporal, mutações! Eu penso que é isto e a manipulação genética (e mutações é manipulação genética) que algumas escrituras chamam de bestialidade ou bestialismo.

Assim como quanto maior forem as cores e a definição gráfica e sonora maior a densidade e gravidade, mais densos nos tornamos, porque quanto maior a definição e complexidade gráfica e sonora maior é a densidade da luz, maior é a gravidade e a negatividade porque a luz é composta por electrões, é negativa para que a matéria possa existir, e menor é a criatividade porque nos tornamos densos e afastados do espírito, o nosso cérebro fica aprisionado a limites definidos pela alta definição que torna tudo muito definido, polido, real e virtual porque a realidade virtual é a virtualidade do real, o real e o virtual são faces do mesmo plano! Ficamos dentro de um cubo mental que nos limita e desactiva a nossa capacidade de imaginação e de criatividade que só é estimulada com menos cor e menos definição visual e sonora para que a nossa mente possa transcender e sair fora dos limites impostos pela luz da alta definição geométrica a nível visual e sonora que é uma prisão luminosa electromagnética!

As emanações visuais e sonoras são uma linguagem que funcionam como uma qualquer outra linguagem que só se torna inteligível se for falada ou escrita com uma letra e palavra de cada vez no espaço e no tempo para ser descodificada e interpretada, com o som e os gráficos é a mesma coisa! Ter vários sons e vários instrumentos a tocar ao mesmo tempo é como ter várias palavras misturadas que não se percebe nada! É ruído feitiçaria! Por isso é que os políticos adoram falar e redigir leis complexas cheias de palavras e extensas para confundir tudo, para aumentar a luz, a densidade, a gravidade, se vocês analisarem as leis vão-se aperceber que quem escreve aquilo são psicopatas que complicam tudo e pensam em tudo minuciosamente para conseguirem enganar através das palavras que quanto maior for a complexidade maior é a capacidade de engano e de manipulação porque uma coisa simples não consegue enganar nem manipular ninguém!