As maratonas e as corridas nas cidades são experiências-piloto para usar as pessoas como cobaias no uso do RFID e da geo-localização e são atentados de terrorismo económico e social para provocar o caos nas cidades e desviar o trânsito para as grandes superfícies como o Pingo Doce e destruir dessa forma o comércio local e tradicional!

As corridas nas cidades, as maratonas, meias maratonas, e todos os eventos desse género que estão a ser feitos de forma cada vez mais recorrente nas cidades são atentados de terrorismo económico e social e um atentado à saúde pública porque correr até à exaustão e ainda por cima no meio das cidades não faz bem à saúde de um corpo ao contrário do que as pessoas pensam! Eu já vos expliquei isso muito bem aqui!

Estes eventos criminosos estão a ser cometidos com a total cumplicidade e conivência das autoridades policiais, quer da GNR quer da PSP quer da Polícia Judiciária que fazem parte da seita psicopata e das máfias da elite cabal que nos querem monitorizar e controlar a todos com dispositivos electrónicos que fazem uso de tecnologia RFID e da Geo-localização incorporados nos dorsais e nas pulseiras dos kits que são fornecidos no momento da inscrição deste tipo de eventos para serem usados no corpo dos participantes durante as maratonas!

Continue reading “As maratonas e as corridas nas cidades são experiências-piloto para usar as pessoas como cobaias no uso do RFID e da geo-localização e são atentados de terrorismo económico e social para provocar o caos nas cidades e desviar o trânsito para as grandes superfícies como o Pingo Doce e destruir dessa forma o comércio local e tradicional!”

As corridas nas cidades como o Parkrun, o Run Portugal e o Portugal Running são operações do complexo militar, médico e farmacêutico e dos serviços de inteligência de todo o mundo para condicionamento mental habituando as pessoas a usar a marca da besta que são dispositivos de rastreabilidade humana como as pulseiras electrónicas com barcodes e RFID para identificação e geo-localização, e para destruir o sistema imunitário dos humanos com armas electromagnéticas de energia dirigida!

Este tipo de eventos para correr em manada nas cidades começou com o Parkrun em Inglaterra. E o principal objectivo deste tipo de corridas é condicionamento mental para habituar as pessoas a usar barcodes, códigos de barras e dispositivos com RFID (marca da besta) para serem rastreadas, identificadas e monitorizadas electronicamente em tempo real!

O outro objectivo é fazer com que as pessoas libertem muito dióxido de carbono para a atmosfera porque as pessoas ao correr vão expirar para a atmosfera elevadas quantidades de dióxido de carbono que as autoridades científicas e governamentais através dos medidores de dióxido de carbono que têm espalhados pelas cidades, usam esses níveis concentrados de dióxido de carbono nas cidades por acção das corridas como um factor determinante para manter a fraude do aquecimento global que eles dizem ser causado pelo dióxido de carbono!

Continue reading “As corridas nas cidades como o Parkrun, o Run Portugal e o Portugal Running são operações do complexo militar, médico e farmacêutico e dos serviços de inteligência de todo o mundo para condicionamento mental habituando as pessoas a usar a marca da besta que são dispositivos de rastreabilidade humana como as pulseiras electrónicas com barcodes e RFID para identificação e geo-localização, e para destruir o sistema imunitário dos humanos com armas electromagnéticas de energia dirigida!”