As gaivotas e as pombas são pesticidas e fertilizantes naturais e as autoridades políticas e científicas querem matá-las para espalhar pandemias como a COVID-19! (investigação forense completa)

As gaivotas são marinheiras e navegadoras do ar! Gaivotas significa atis, tear, teia no ar, neutralizam a Smart Grid, a 5G e a inteligência artificial. As gaivotas pressentem a aproximação de perigos como tempestades, catástrofes naturais ou ataques biológicos e avisam os animais e os humanos gritando! Por isso é que dizem que as gaivotas são Marinheiros do ar, porque são literalmente marinheiros que patrulham o ar e avistam a aproximação de perigos avisando as pessoas e os outros animais para fugirem ou se protegerem antecipadamente! Por isso é que na altura da pandemia COVID-19 as gaivotas fizeram muito barulho gritando nas cidades, porque elas estavam-nos a avisar das armas biológicas que foram lançadas no ar! E como vão ver mais à frente desta importante investigação, as gaivotas protegem-nos contra a COVID-19 porque as gaivotas são transmissoras de bactérias cyanobacteria que estão a ser usadas na Ciência por quem quer exterminar as gaivotas (CIIMAR da Universidade do Porto) como o candidato inibitório mais promissor contra ambas as proteases do COVID-19 SARS-CoV-2.

E as pombas são o símbolo do Amor Divino e do Espírito Santo porque emanam ressonâncias com as vibrações do Espírito, Libertação e Transcendência e que estão associadas às frequências harmonics da natureza (Solfeggio Frequencies), às frequências da reparação genética (528 Hz) e às frequências “cure-all” Rife frequencies que o Dr. Royal Rife usou para curar a maior parte das doenças que têm uma frequência electromagnética associada e que podem ser curadas com a carga contrária (espelho) dessas frequências que anulam o campo electromagnético associado às doenças permitindo ao corpo curar-se facilmente porque tudo o que existe na natureza é o resultado de energia, frequência e vibração e alterando a energia, a frequência e a vibração altera-se o estado da natureza!

Eu gravei em vídeo as frequências do som das gaivotas e das pombas, vejam o seguinte vídeo e comparem o intervalo de frequências obtidas com a listagem de frequências que estão documentadas e que partilho de seguida o seu significado e quais os efeitos biológicos dessas frequências:

Brainwave Frequency Listing

,

As gaivotas não são aves marinhas, ao contrário do que esse alienígena Snatcher cabeça de piça jornalista da RTP (Luís Henrique Pereira) diz no programa da RTP “Linha da Frente“, ele diz que, e passo a citar: “as gaivotas sempre foram aves marinhas”, isso é mentira, as gaivotas nunca foram aves marinhas porque elas não vivem no mar para serem aves marinhas, as gaivotas vivem em terra junto às zonas costeiras e em cidades litorais, o que é totalmente diferente de dizer que as gaivotas são aves marinhas, não são!

Snatcher cabeça de piça assassino e mentiroso

As gaivotas vivem perto do mar ou em terra junto às zonas costeiras e nas cidades litorais e podem-se distanciar bastante do mar, as gaivotas não são nem nunca foram aves marinhas porque elas não vivem no mar e esse jornalista da RTP Luís Henrique Pereira está a mentir porque ele diz aqui que as gaivotas são aves marinhas que colonizam cidades costeiras, isso é mentira, esse jornalista é um agente da seita alienígena de Snatchers (cyborgs, archons, mascarados de humanos), e por isso é que ele é um cabeça de piça que foi distinguido pela Ordem dos Biólogos, as ordens satânicas desses alienígenas!

Ele diz na estação pública de televisão (RTP) que as gaivotas colonizam cidades costeiras e que nascem, crescem e morrem sem nunca terem passado por um verdadeiro estado selvagem, o gajo além de mentiroso é um imbecil ignorante porque as gaivotas não vivem na selva para serem selvagens, as gaivotas convivem com a natureza que as rodeia e com os humanos, sempre conviveram, elas não vivem na selva para serem selvagens, elas vivem livremente nas zonas litorais e nas zonas costeiras que sempre foram costeiras antes da edificação de cidades!

Aqui o único elemento errante são as cidades e os humanos e não as gaivotas porque as gaivotas e as zonas costeiras já existiam antes das cidades! Aquilo que tem de ser controlado são as cidades e os humanos errantes que não partilham espaço nem comida com os animais e a natureza, as gaivotas não são errantes (não existem aves errantes) porque quem está em erro são as cidades e não as gaivotas! Fact check… True!

Luís Henrique Pereira é um animal errante!

Rotular as gaivotas de aves errantes (a palavra que eles usam para identificar qualquer animal em liberdade), como eles fizeram nesse programa televisivo da RTP “Linha da Frente“, é um acto mentiroso e criminoso, é um crime ambiental e uma violência animal e que deve ser punido criminalmente! Esse jornalista (Luís Henrique Pereira) e restante seita da RTP e entrevistados (doutores, biólogos e o povinho de merda) que podem ver nesse programa “Linha da Frente” (linha da frente desses alienígenas que usam a comunicação social como linha da frente para guerra psicológica) devem ser expostos a público, difamados, injuriados, caluniados e julgados e condenados criminalmente por mentirem na televisão pública, por incitação ao ódio animal, por crimes ambientais, por deturpação e falsificação de evidências científicas e por incitação ao terrorismo e violência animal com consequências catastróficas em todos os habitats e ecossistemas da natureza, porque se as pessoas julgam as gaivotas como aves errantes, as pessoas vão querer matar as gaivotas e as pombas que são controladoras de pragas, pesticidas e fertilizantes naturais, tal como têm feito e continuam a fazer, a matar as gaivotas e as pombas de forma totalmente ignorante e criminosa, com veneno na comida, destruição dos seus ninhos, com substâncias ácidas altamente corrosivas que andam a deitar nos telhados das casas e nos solos e que em contacto com as patas das gaivotas e das pombas (e de qualquer animal, planta e humano) são corrosivos e destroem os tecidos e a pele e derretem e amputam as patas e as pernas das gaivotas e pombas e elas acabam por cair e morrer à fome e desidratadas ou são atropeladas porque não se conseguem nem levantar nem voar.

O que essa gente está a fazer às gaivotas e pombas é um ritual criminoso com intenções demoníacas, e esses criminosos e todas as pessoas que estão a pactuar com esses crimes e que defendem esse “controlo” que na prática é extermínio, tortura, envenenamento e actos cruéis de aves que são pesticidades e fertilizantes (ou seja, protegem-nos!) que estão a ser cometidos em nome de uma falsa protecção ambiental e uma falsa saúde pública (é o contrário), toda essa gentalha é escumalha da pior espécie que merece o pior desfecho possível e inimaginável, merecem sofrer 3 vezes mais do que o sofrimento que estão a infligir às gaivotas e pombas que como vou mostrar são aves controladoras de pragas, são fertilizantes e pesticidas naturais e são essenciais ao equilíbrio e existência de vida em todos os ecossistemas! Tudo o que esses biólogos, “especialistas”, “doutores” e “mestres” dizem sobre as gaivotas e pombas serem uma praga, é mentira, é precisamente o contrário!

O prato da casa do chefe cordeiro é gaivota no espeto e pomba assada com os tomates do chefe cordeiro regados com a sua beita degenerada!

As gaivotas e as pombas são aves associadas à força Feminina e à Deusa Mãe (Mother Goddess), à liberdade, ao Matriarcado, ao Amor Divino (Judaísmo) e ao Espírito Santo (Cristianismo). Por isso é que esses desgraçados andam a matar as gaivotas e as rolas em nome de uma falsa saúde pública para proteger não a natureza viva mas unicamente as cidades mortas de betão que são edificações alienígenas predominantemente masculinas! Esta é a verdade do porquê de quererem tanto matar (“controlar”) as gaivotas e as pombas porque as gaivotas e as pombas emanam uma energia divina, feminina, matriarcal, protectora e nutridora sobre as cidades!

As gaivotas e pombas são o Espírito da Deusa Mãe sobre as cidades!

Agora reparem bem nas mentiras e enganos que foi dito nesse programa televisivo “Linha da Frente“, por um tal de investigador de piças de reitores da Universidade do Porto que é especialista do CIIMAR (Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental) e que se dá pelo nome de José Teixeira. Essa monstruosidade errante (José Teixeira) diz que só em meados do século 20 e daí para a frente é que começaram haver populações urbanas residentes de gaivotas, o que é mentira porque as gaivotas não residem nas cidades, as gaivotas não têm residência fixa, eles vivem junto às zonas costeiras mas não têm residência, elas tanto estão nas cidades como nas zonas costeiras, mas não residem nas cidades como essa besta diz e mesmo se residissem as gaivotas tinham todo o direito e toda a legitimidade de o fazer e os humanos é que tinham de se adaptar às gaivotas ou pôr-se no caralho porque primeiro apareceram as gaivotas e só depois os humanos que são uma praga alienígena, os humanos que não respeitam a natureza e que se acham no direito de a controlar é que são a verdadeira praga e vírus e devem ser extintos, não é o COVID-19!

Se as gaivotas residissem nas cidades o problema nunca seria das gaivotas mas sim das cidades porque primeiro apareceram as gaivotas e só depois as cidades que não existem na natureza, as cidades são construções alienígenas invasoras do território e habitat das gaivotas e de todas as aves, animais e plantas, não existem cidades na natureza! Fact check… Truth!

Eles querem subverter a natureza, querem-nos fazer crer que as cidades são construções naturais e que a natureza é errante! Por isso é que nesse programa televisivo da RTP “Linha da Frente” eles deram o nome às gaivotas de aves errantes! Denominar uma ave em liberdade de errante é o maior absurdo e o expoente máximo de crime ambiental e violência animal que pode existir. É o mesmo que dizer que uma ave é errante porque voa em liberdade sobre uma construção alienígena, cidades!

O especialista em proliferação de pragas e pandemias!

Uma outra coisa que essas bestas alienígenas querem fazer é proibir-nos de partilhar alimento com as outras espécies de animais em liberdade como cães, gatos, pombas e gaivotas, por isso é que essa monstruosidade alienígena e errante José Teixeira tenta-nos incriminar nesse programa televisivo “Linha da Frente” dizendo que as gaivotas são uma praga porque têm acesso facilitado a comida e refúgio nas cidades.

Eles querem acabar com o desperdício alimentar (que não existe porque na natureza nada é desperdiçado, tudo é aproveitado e convertido em novas formas de energia pelos animais, nada se perde tudo se transforma), mas eles não querem a livre circulação de eneriga pela inteligência natural para nos poderem controlar com a inteligência artificial proibindo-nos de partilhar o alimento com os outros animais, não existe desperdício alimentar na natureza, existe partilha alimentar!

Quando eles dizem que querem acabar com o desperdício alimentar por questões ambientais e para impedir a proliferação de bactérias e doenças, isso é falso, é precisamente o contrário porque as bactérias e os micróbios nos alimentos protegem-nos contra os ataques biológicos que estão a ser cometidos com armas biológicas desenvolvidas em laboratório e o que eles querem fazer proibindo-nos de partilhar alimento com os animais é esterilizar toda a vida na terra para poderem espalhar doenças e pandemias e nos deixar dependentes da indústria química, médica e farmacêutica para sobreviver!

Os argumentos que eles usam para proibir a partilha de alimento com a natureza não tem fundamentos válidos nenhuns, nem científicos nem morais nem éticos, é uma mentira criminosa e uma desculpa para levar as pessoas a aceitar o controlo alimentar, o que eles querem fazer é controlo totalitário sobre a alimentação de todas as pessoas e animais, eles querem controlar os alimentos ao mais ínfimo pormenor para que as pessoas e os animais só possam comer as quantidades certas de calorias e nutrientes com fórmulas de comida molecular patenteadas (manipulação genética) definidas por essas bestas alienígenas especialistas em métodos de controlo absoluto sobre todas as formas de vida. O que eles querem fazer é patentear fórmulas alimentares (comida molecular e rações) para que as pessoas e os animais só possam comer o que é autorizado por essas fórmulas patenteadas!

O especialista em proliferação de pragas e pandemias!

Essa gente é delinquente e não é humano no sentido de não ter Espírito, são entidades alienígenas, mortas, sintéticas, só usam o lado racional porque não têm Espírito, e que estão a tentar cortar o elo de ligação entre as Forças Espirituais e as forças da matéria para conseguirem continuar a aprisionar o Espírito à matéria e controlar toda a matéria, o lado físico no planeta ao mais ínfimo pormenor de forma absoluta e totalitária, eles querem controlar a vida que é livre por natureza, por isso é que essas entidades têm de ser atacadas por todas as frentes e de todas as formas e os seus planos têm de ser expostos e revelados a público para que não se concretizem porque eles só conseguem implementar as suas agendas diabólicas se conseguirem manipular a maior parte da opinião pública mundial a se comportarem e a fazerem o que eles querem.

Eles querem alterar tudo nas cidades para ligar as cidades e todos os seres-vivos à besta, as Smart Cities, por isso é que eles querem alterar as casas armadilhando-as para impedir as aves de fazerem ninhos nos telhados porque a vida nos telhados neutraliza a Smart Grid e protege as casas, os espaços e os seres-vivos contra ataques biológicos, psicotrónicos (controlo mental) e nucleares.

Reparem bem nesta frase que o jornalista diz: Gaivotas a conquistar os meios urbanos. Esse jornalista é mestre em dark pshychology e PNL (programação neuro-linguística), ele usa entoação e dicção nas frases chave para inocular uma ideia no cérebro das pessoas que se torna num parasita mental que é o mais perigoso parasita que existe, é uma ideia inoculada no cérebro, ele usa entoação, dicção, frases e palavras que manipulam a opinião pública como essa das gaivotas conquistarem meios-urbanos, ele está a subverter a natureza dos factos porque as gaivotas não conquistam meios-urbanos porque as gaivotas já existiam antes dos meios-urbanos, o elemento alienígena e invasor são os meios-urbanos e não as gaivotas!

E além disso as gaivotas são seres-vivos e os meios-urbanos não, não existe por isso uma conquista de um objecto inanimado e sem vida (meios-urbanos) sobre um ser-vivo, as gaivotas. Essas bestas são agentes de subversão que estão espalhados em todas as áreas da sociedade, tal como eu os tenho exposto!

Eles querem afastar as pessoas da natureza, dos animais para controlarem tudo e todos ao mais ínfimo pormenor com a Big Data e internet of things através da Smart Grid e inteligência artificial que não funciona com a interferência de animais em liberdade como as aves, os pássaros, as gaivotas e pombas porque são aves que sobrevoam os espaços aéreos que eles querem desimpedidos de toda e qualquer ressonância vibracional e forma de vida para conseguirem usar a Smart Grid, a inteligência artificial e o Space Fence (a rede de satélites de vigilância e monitorização electrónica em tempo real e de espionagem) sem interferências da natureza para conseguirem usar essas armas electromagnéticas e nucleares para controlo absoluto de tudo e de todos. Eles querem matar e exterminar com toda a vida em liberdade e dão o nome a isso de controlo urbano e ambiental.

O especialista em proliferação de pragas e pandemias!

Outra frase para manipulação mental que o jornalista usou: Colonização das gaivotas (minuto 04:56) no programa “Linha da Frente” (ver aqui), ele está a subverter os factos, desde quando as gaivotas colonizam a natureza da qual fazem parte integrante? Quem está a colonizar a natureza são os humanos com as cidades e se esses humanos não respeitam a natureza que estão a colonizar, merecem ser exterminados pela própria natureza porque tornam-se numa praga não partilhando espaço nem alimento com a natureza que colonizam de forma patogénica e pestilenta!

Estes especialistas de Investigação Marinha e Ambiental que estão a ser pagos por todos os contribuintes portugueses para matar os animais que nos protegem e que estão a contaminar o ambiente e as cidades com a geo-engenharia e as armas electromagnéticas e nucleares, têm muito tempo para andar a contar as gaivotas, eles dizem que contaram as gaivotas nas cidades, imaginem bem, e que contaram 15 a 16 mil gaivotas, como é que eles fizeram isto? Com satélites! E porque o funcionamento dos satélites é perturbado pela presença das gaivotas nas cidades é que eles querem exterminar as gaivotas usando o eufemismo de “controlar as gaivotas”, eles não querem controlar, eles querem mesmo exterminar porque ninguém controla a natureza, a natureza controla-se a si própria, o que eles querem fazer é o que os humanos sempre fazem, contaminar e exterminar a natureza!

Diogo Oliveira, o rato ambientalista que não gosta de concorrência!

As gaivotas estão-se a deslocar para o interior porque o interior também está a ser atacado com armas biológicas e as gaivotas vão onde há comida e onde são precisas para neutralizar esses ataques biológicos para salvaguardar a vida na Terra!

Os excrementos das gaivotas são ácidos mas não são altamente corrosivos como o jornalista diz, ele mente, os excrementos das gaivotas são pesticidas e fertilizantes naturais que são essenciais à fertilidade dos solos, ao controlo de pragas e à continuação de vida em todos os ecossistemas! Se os excrementos das gaivotas fossem assim tão altamente corrosivos, os solos, as plantas, os outros animais e o corpo das gaivotas desintegrava-se porque entrava em corrosão e a natureza seria estúpida, quando não é, a natureza é perfeita, os humanos é que são ignorantes e estúpidos por opção, a natureza não! As beatas de tabaco no chão são altamente corrosivos, as cuspidelas de fumadores no chão são altamente corrosivos, a língua das pessoas maldosas e tóxicas é altamente corrosiva, mas os excrementos das gaivotas não são corrosivos, são purgadores, são pesticidas e fertilizantes naturais que a natureza usa para seu benefício como parte dos seus mecanismos de continuação de vida, a natureza não é estúpida!

Esse snatcher jornalista cabeça de piça (Luís Henrique Pereira) que está infiltrado na RTP como jornalista muito especialista em vida animal e ambiente, diz que em Portugal os corredores de acesso por onde passam os turistas têm de ser limpos todos os dias, coitadinhos dos fodilhões dos turistas que contaminam os países todos os dias andando de um lado para o outro como pestes e pragas que são, mas querem ter os passeios limpinhos sem gaivotas e sem excrementos de gaivotas que são aves nativas mas que não podem cagar por causa das excelências turísticas que são as verdadeiras pragas e focos de contágio de doenças porque são aliens que se deslocam de um lado para o outro contaminando todos os espaços por onde passam com bactérias porque é isso que os turistas fazem, colonizam os espaços e os países com bactérias estranhas e patógenas a esses locais, turistas são pragas! Que se fodam os turistas!!!! Que as gaivotas, os pássaros, as rolas, os corvos e os falcões caguem em cima de todos os turistas e que os ataquem até que desapareçam de vez!

gaivotas são marinheiros e os corvos são justiceiros

Esses alienígenas querem acabar com os resíduos orgânicos para acabar com a vida orgânica na Terra, ou seja, para acabar com a vida! E se eles controlam os animais que se alimentam de resíduos orgânicos eles controlam os seres-vivos que se alimentam de vida orgânica porque quebram os ciclos naturais para os controlar com a Smart Grid, geo-engenharia e a inteligência artificial, eles querem retirar o poder à inteligência natural para controlar a natureza com a inteligência artificial.

Por isso é que o jornalista diz ao minuto 07:20 nesse programa “Linha da Frente“: “faça sol ou faça chuva as gaivotas chegam aos milhares, andam à procura de resíduos orgânicos”, e dá ênfase na voz quando diz “resíduos orgânicos”, ele está-nos a manipular psicologicamente, a incutir-nos a ideia no nosso subconsciente de que os resíduos orgânicos e as gaivotas são um problema ambiental, quando não são, é precisamente o contrário, sem resíduos orgânicos e sem aves como gaivotas, acaba-se com a inteligência natural e acaba-se com a vida orgânica porque deixam de haver animais a fazer a reciclarem natural e a conversão de energia dos alimentos desses resíduos orgânicos, que é isso que a natureza faz, converte resíduos em novas formas de energia com vida porque nada se perde, tudo se transforma!

O draconiano a querer matar os animais em liberdade com um fundo (dinheiro dos portugueses e europeus) para a proteção (extermínio) dos animais selvagens. Estes répteis querem é proteger a sua espécie que não aguenta as frequências das gaivotas, pombas e de toda a natureza que voa em liberdade! Eles querem é todo o mundo a rastejar e não a voar!

O homem quer subverter estes processos naturais tal como tem subvertido todos estes processos naturais ao longo do tempo com as estações de tratamento de águas residuais e a gestão e distribuição de águas que é feito pela natureza com os elementos e as nascentes, as minas e as fontes, a natureza não necessita da intervenção do homem que a única coisa que faz é matar a água e controlar os elementos e a natureza para a tratar (tratar significa matar a água e cortar o elo de ligação com o espírito que se manifesta nos micróbios e minerais, pr isso é que eles tratam (matam) os micróbios) e retiram os minerais à água, o espírito manifesta-se nos minerais e micróbios), para controlar, vender, patentear e lucrar o que é livre e de graça por natureza!

Ao minuto 09:13 no programa “Linha da Frente” aparece uma tal de Fátima Silva a mentir, da Divisão da Gestão Ambiental da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, ela mente em tudo o que diz, ela mente ao dizer que as gaivotas constituem um perigo público por se alimentarem de restos alimentares e mente quando diz que as gaivotas transmitem a bactéria Legionella, isso é completamente mentira porque se assim fosse as gaivotas estariam todas mortas porque a Legionella é uma arma biológica desenvolvida em laboratório e que mata os animais, e se não mata as gaivotas é porque as gaivotas neutralizam essa bactéria porque as gaivotas são controladoras de pragas e por isso é que a natureza as usa para impedir a proliferação de pragas, doenças e pandemias! Os micro-organismos e as bactérias resistentes que as gaivotas naturalmente produzem no seu corpo destroem os bacteriófagos da Legionella e qualquer outro tipo de bacteriófago (vírus)! As gaivotas são controladoras de pragas, são pesticidas e fertilizantes naturais!

puta mal fodida ambientalista muito eculógica que não gosta que as gaivotas comam mas que gosta de ser comida pelo anal para espalhar bactérias anais patogénicas proliferadoras de pandemias

E o que essas bestas querem é espalhar pandemias, doenças e pragas para depois nos venderem as soluções de “saúde”, testes, diagnósticos, internamentos e tratamentos compulsivos e obrigatórios, operações de socorro e salvamento, para justificar e enaltecer o ego inflamado dos batmans e super-heróis, em vez de ser a natureza a nos salvar sem condecorações, sem sensacionalismos e sem idolatrias, são os super-heróis que provocam os problemas para nos venderem as soluções, causam as doenças para nos venderem a gestão da saúde que não é saúde nenhuma, é gestão de doenças!

A legionella não é transmitida pelo pouso das gaivotas, isso é mentira, a legionella é atacada e destruída pelas bactérias que existem naturalmente no corpo e nas membranas ventosas das patas das gaivotas que têm glândulas, tecidos e micro-organismos que imobilizam, desintegram e neutralizam a acção dessas bactérias patógenas como a legionella que não é bactéria nenhuma, é um bacteriófago desenvolvido em laboratório como arma biológica e que na presença de micro-organismos biológicos é neutralizada imediatamente porque as bactérias e os micróbios na natureza atacam e destroem tudo que é alienígena, ou seja, que não faz parte da natureza!

As patas amarelas das gaivotas é tecnologia altamente avançada, são pesticidas e fertilizantes naturais que fazem o controlo de pragas (eliminam toxinas e neutralizam qualquer agente patógeno impedindo pandemias) e fazem a disseminação de sementes e de resíduos orgânicos nos solos, no ar, na água e por todo o lado sendo por isso potentes fertilizantes!

Tudo o que foi dito nesse programa da RTP “Linha da Frente” é falso, é mentira, é deturpação e manipulação psicológica e emocional para levar as pessoas a aceitar o extermínio das gaivotas que são aves protectoras e controladoras de pragas que impedem a proliferação de doenças e pandemias!

Ao minuto 16:45 do programa televisivo da RTP “Linha da Frente”, a puta poluidora ambientalista Fátima Silva da Divisão Gestão Ambiental da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia mente dizendo que as gaivotas atacam crianças quando têm os filhotes no ninho, isso é mentira e ela ao dizer isso gagueja e ri-se (sorriso enganador, duping delight) porque ela está a mentir e quando alguém mente fica incomodado que a faz gaguejar e hesitar no que vai dizer porque ela sabe que é mentira o que está a dizer e o sorriso enganador é uma fuga de expressão que os mentirosos usam quando estão a mentir e pensam instintivamente que estão a conseguir enganar, é uma fuga de expressão do sub-consciente que não pode ser enganado!

puta mal fodida ambientalista muito eculógica que não gosta que as gaivotas comam mas que gosta de ser comida pelo anal

Ao minuto 22:20 do programa televisivo da RTP “Linha da Frente”, podemos ver e ouvir o que realmente eles querem fazer às gaivotas, exterminá-las! O jornalista diz que os métodos actuais não resolvem definitivamente o problema das gaivotas, que não é problema nenhum, só é problema para os restaurantes, mas que se fodam os restaurantes que são focos de contaminação e de doenças porque hoje em dia é cada vez mais perigoso comer num restaurante mas eles dizem que o problema são as gaivotas!

O jornalista Luís Henrique Pereira diz que os métodos actuais não resolvem definitivamente o problema das gaivotas e pergunta como controlar afinal (e dá ênfase nesta palavra afinal) as populações de gaivotas quando se torna necessário controlar as gaivotas no médio e no longo prazo? E logo a seguir mostra qual a solução que eles querem impor para exterminar as gaivotas, dando como exemplo o que esses assassinos genocidas ambientalistas fizeram em 1994, 95 e 96 nas Berlengas matando milhares de gaivotas com o envenenamento do alimento das gaivotas!

Uma operação de genocídio em massa de gaivotas que foi repetida em 1995 e 1996 e que matou cerca de 70 mil gaivotas em 2 anos! Envenenar gaivotas para preservar outras espécies, dizem os especialistas e biólogos, isso é falso, a intenção não foi preservar outras espécies, isso foi uma desculpa para ocultar as reais intenções, a operação foi um atentado de terrorismo com consequências catastróficas no meio-ambiente em todos os eco-sistemas!

Genocídio de gaivotas cometido pelos ambientalistas!

Eu gostava de ter acesso a todos os documentos científicos (se é que existem) que foram usados para aprovar esta operação terrorista de crime ambiental e com consequências desastrosas em todos os ecossistemas porque quando o homem agride uma espécie controlando-a, isso tem implicações em todos os ecossistemas que estão todos ligados fazendo parte integrante da natureza, o homem é um vírus, é a verdadeira praga e eu quero ter acesso aos documentos da operação Laros 94 na ilha das Berlengas, quem tiver acesso a esses documentos, agradecia que os partilhasse nos comentários ou os enviasse para mim por e-mail.

Milhares de espécies desaparecem por dia em todos os ecossistemas! E milhares de espécies novas aparecem diariamente! A vegetação e fauna nunca estiveram em perigo nas Berlengas, eles só usaram essa ilha para justificar o extermínio das gaivotas porque é uma ilha muito pequena com muito pouca vegetação e fauna e como as gaivotas usam essas ilhas para os seus ninhos porque são ilhas que estão longe dos humanos e dos predadores, os ambientalistas humanos (que são alienígenas predadores) mal descobriram que as gaivotas estavam a usar essa ilha das Berlengas para se protegerem, eles atacaram a ilha com essa operação Laros 94 (Laros significa gaivota esfomeada) que foi uma operação terrorista para cometer o genocídio de gaivotas em nome de uma falsa protecção ambiental. Laros também é o nome de uma família da alta nobreza que esteve envolvida na cruzada contra os Cátaros:

Operação Laros: Matar e exterminar as gaivotas para poderem espalhar pragas e pandemias!
Rise from your grave Spirit of Gaia and fuck those humans piece of shit motherfuckers who just want to eat, shit, fuck and watch TV all day while those who love and respect nature are forced to live enslaved night and day to survive and to feed those who fuck and do not respect nature!

Rise from your grave Spirit of Gaia and fuck those humans piece of shit motherfuckers who just want to eat, shit, fuck and watch TV all day while those who love and respect nature are forced to live enslaved night and day to survive and to feed those who fuck and do not respect the Spirit of Nature!

As gaivotas têm asas compridas e pontiagudas, cauda que abre em forma de leque quando estão a voar, bicos fortes, compridos e com formas côncavas e convexas, e as patas com membranas e ventosas também anulam as partículas alfa (nucleares) e beta (electromagnéticas) usadas pelas armas biológicas e que causam mutações genéticas e doenças! Estas características e os micróbios tornam as gaivotas resistentes a ataques nucleares e neutralizam ataques biológicos porque são uma protecção natural contra a radiação nuclear e electromagnética usada pela Smart Grid, 5G, rede de satélites, armas de ionização da atmosfera (ionospheric heaters), geo-engenharia, particle beam weapons, directed-energy weapons, e a inteligência artificial não consegue monitorizar nem controlar nada nem ninguém com estes animais em liberdade! Por isso é que eles querem matar as gaivotas e as pombas.

Eles estão a matar as gaivotas e não querem gaivotas nem pombas nas cidades, porque eles querem-nos adoecer e matar a todos com ataques biológicos, nucleares e electromagnéticos, tal como estão a fazer com a COVID-19 e dão o nome a isso de pandemias para gerir doenças (mas não curá-las) com diagnósticos, testes, tratamentos, fármacos e vacinas! As gaivotas, as pombas, os pássaros e restantes aves protegem-nos de ataques biológicos!

humanos e outros animais adaptam-se à radiação ionizante

As pombas apresentam um colar escuro na zona posterior do pescoço e um padrão de cores nas asas e cauda que funcionam como bandas ressonadoras magnéticas que orientam e sintonizam a ave com o magnetismo da Terra e do Céu e são estas bandas magnéticas que interferem e neutralizam a Smart Grid, o 5G e a inteligência artificial que precisa do espaço morto sem natureza orgânica para conseguir monitorizar tudo e todos em tempo real, e para isso não pode haver interferências de fontes de radiação e ressonâncias naturais como as aves pombas, pássaros e gaivotas que habitam nos espaços invadidos pelas cidades!

Existe uma conspiração mundial e principalmente em Portugal para matar a maior parte das gaivotas e pombas nas cidades porque são aves protectoras muito importantes que têm várias funções essenciais na vida de todos os ecossistemas e que neutralizam as armas biológicas, a Smart Grid e a inteligência artificial por causa da geometria e da composição química dos bicos, das patas palmípedes, da pelugem e da linguagem dos pássaros que as gaivotas e as pombas usam como ressonadores magnéticos que alinham, sintonizam, sincronizam e ligam o Céu à Terra!

,

Por isso é que as bestas alienígenas (Snatchers, Cyborgs) estão a usar a comunicação social e as universidades para formatar e programar os estudantes e a opinião pública a defender o extermínio das gaivotas e pombas porque a maior parte das pessoas não sabe qual a importância dessas aves e porque razão elas estão a sobrevoar e a habitar nas grandes cidades, porque as pessoas e toda a vida nas cidades está a ser destruída com armas electromagnéticas e nucleares que está a causar uma série de doenças, pestes e desequilíbrios em todos os ecossistemas e a natureza usa mecanismos de defesa através de plantas, micróbios, animais e as aves, as gaivotas, os pássaros e as pombas para proteger a vida no planeta porque essas aves, animais e plantas funcionam como ressonadores magnéticos que mantêm as frequências planetárias nas cidades alinhadas e sintonizadas com as ressonâncias magnéticas planetárias mantendo os ecossistemas saudáveis e impedindo catástrofes, pandemias e pragas de se alastrarem descontroladamente!

As pessoas não sabem o que realmente está em causa no planeta, que é a extinção de todas as formas de vida seja qual for a espécie, essas entidades alienígenas que estão infiltradas em todas as áreas sociais de todo o mundo apoderam-se do cérebro de muitas pessoas (Snatchers) em determinadas posições de poder para usar os corpos dessas pessoas como dispositivos físicos para a realização das agendas demoníacas dessas entidades que passa por uma completa transformação cibernética (terraforming) de todos os processos bioquímicos na Terra e para isso eles têm de exterminar e manipular/alterar quimicamente com praticamente toda a vida orgânica na Terra em todos os ecossistemas para cibernizar, manipulação genética, molecular e celular e transformar todo o planeta com nanotecnologia e fibras sintéticas para poderem ligar todos os seres-vivos e objectos (Big Data) à internet of things para conseguirem controlar todos os processos de vida na Terra com a Smart Grid, com a inteligência artificial e com laboratórios científicos que são bases alienígenas!

Henrique Barros, o epidemiologista especialista em proliferação de pragas e pandemias!

Essas bestas alienígenas estão a atacar as bases da formação de vida na Terra, eles estão a tentar destruir a inteligência natural que está nos comandos centrais da vida no planeta Terra e que são determinados animais, plantas, micro-organismos e rochas como o maciço antigo que mantêm todos os ecossistemas saudáveis e sempre com vida a fluir!

Por isso é que eles estão a usar a geo-engenharia e a manipular, a matar e a contaminar a água com as empresas de gestão de água pública que é um veneno para adoecer, matar e manipular geneticamente e quimicamente de forma furtiva a vida na Terra (como a empresa Indaqua por exemplo que é uma das grandes empresas em Portugal de gestão de água contaminada eufemisticamente denominada de água potável e que é gerida por uma milionária Israelita, vejam aqui). Eles não querem saber do bem das populações, dos animais e da natureza para nada, eles querem é dinheiro e poder sobre toda a vida, sempre foi assim, mas isso vai acabar!!! A água é de graça porque nasce gratuitamente e é uma dádiva da natureza, não é um negócio!

A Indaqua e a ERSAR são Organizações Terroristas que andam a contaminar a água pública com bactérias coliformes causadoras de doenças!

As Elites Israelitas, Americanas, Europeias, Portuguesas e o Vaticano, são grupos de terrorismo e crime altamente organizado, que estão a cometer atentados contra a saúde pública através da água potável que não é água nenhuma, é um veneno, é uma droga!

Se a Terra é plana e o Espaço é água, o mapa mundo é uma fraude porque não existem limites de terra nem de água e se não existem limites de terra nem de água, a geografia, a ciência, a escassez de recursos e o excesso populacional é uma das maiores fraudes em toda a história da humanidade!

Papa Francisco manda desligar as fontes no Vaticano

Eles manipulam, matam e contaminam a água vendendo água morta e venenosa ciclicamente a preço de ouro e usam a geo-engenharia para contaminar os solos freáticos e controlar o ciclo hidrológico que é o fluxo mais importante do qual todos os seres-vivos dependem, o fluxo da água, o ciclo hidrológico!

Por isso é que a geo-engenharia tem de acabar em todo o mundo, essas armas têm de ser retiradas a todas as potências que estão a usá-las para competição mundial porque neste momento a geo-engenharia é uma das principais armas usadas em guerras climáticas entre potências que têm essas armas e usam-nas para atacar os países alvo a destruir para capitalizar sobre essa destruição (Capitalismo de Desastre, The Shock Doctrine) e mantêm dessa forma os países reféns das grandes potências que usam essas armas biológicas e climáticas para destruição e invasão territorial por intermédio da indústria química, médica e a indústria de salvamento, venda de equipamento de socorro, tecnologia para prevenção e combate aos incêndios e outras catástrofes que eles próprios provocam, protecção civil, operações de resgate, equipamento biotecnológico e médico-hospitalar, construção civil (para voltar a construir o que eles destroem com essas armas), monopolizar a distribuição alimentar destruindo os cultivos e os pequenos e médios produtores com alterações climáticas provocadas, e a gestão continuada de doenças que eles querem usar como o futuro da Medicina ao qual eles dão o nome de Disease Managment, ou seja, a Medicina é uma fraude porque não cura ninguém, gerir doenças não é prevenir nem curar doenças, é um negócio! As armas climáticas estão a servir para isto, são um meio de destruição e invasão territorial para benefício de grandes empresas nos sectores militares, médico-farmacêuticos, químicos e tecnológicos.

gaivotas bloqueiam a Smart Grid

Eles estão a matar determinadas aves porque são aves essenciais à existência de vida na Terra como as gaivotas e as pombas porque têm várias funções físicas e metafísicas com consequências em todos os ecossistemas! Tudo o que dizem das pombas e das gaivotas serem uma praga é mentira, pelo contrário, são aves protectoras contra ataques nucleares e electromagnéticos e são fertilizantes e pesticidas naturais que regeneram a terra, fertilizam os solos e são controladores de pragas, por isso é que eles querem matar essas aves e retirá-las das cidades porque eles querem provocar mais pandemias descontroladas em todo o mundo e principalmente nas grandes cidades onde há maior densidade populacional o que torna fácil a disseminação de uma pandemia com uma arma biológica numa zona sem aves como as gaivotas, pássaros e pombas que neutralizam o efeito dessas armas biológicas!

Essas bestas já andam a matar as gaivotas há muito tempo para poderem disseminar pandemias e doenças por todo o lado, por exemplo o que fizeram na ilha das Berlengas em 1994 foi um genocídio em que mataram milhares de gaivotas com comida envenenada e com sofrimento prolongado! Estes crimes ambientais foram cometidos por ambientalistas e biólogos em nome de uma falsa preservação de espécies selvagens, o que é mentira porque o que as gaivotas fazem é precisamente manter a vida selvagem e proteger a biodiversidade, esses alienígenas doutores, especialistas, “ambientalistas” e biólogos são alienígenas e fazem tudo ao contrário do que dizem fazer, quando eles dizem que é preciso matar gaivotas para salvaguardar a vida selvagem, o que eles querem realmente fazer, tal como fizeram, é matar as gaivotas para matar a vida selvagem!

Essas bestas alienígenas apenas estão a salvaguardar a sua espécie draconiana invasora que não suporta determinadas frequências vibracionais do Espírito que as aves como as gaivotas e as pombas emanam! Eles não suportam o Espírito Santo, o 5ª Elemento, o V Império, o Império do Espírito Santo! O Signo e o Símbolo da Origem!

Aliens Vs Gaivotas

As aves fazem a dispersão de sementes e de micro-organismos que são essenciais à vida, fazem a reflorestação e regeneração da natureza, são controladores de pragas, alimentam-se de insectos e roedores impedindo dessa forma a disseminação de doenças e pragas, a pelugem branca das gaivotas reflecte, desvia e neutraliza a radiação electromagnética não permitindo dessa forma o uso de armas de energia dirigida e bloqueiam a rede de satélites Space Fence!

A geometria do corpo das gaivotas é côncava e covexa que protege os espaços e a natureza como um telhado (uma protecção) e como um ressonador magnético que nos protege da radiação ionizante electromagnética e nuclear, o bico e as patas alaranjadas com membranas e ventosas também anulam muitos agentes patógenos e neutralizam as partículas alfa (nucleares) e beta (electromagnéticas) usadas pelas armas biológicas que causam mutações genéticas e doenças!

As gaivotas protegem os espaços e a natureza das radiações electromagnéticas e nucleares usadas pelas armas psicotrónicas e de ionização da atmosfera (radares, particle beam weapons, Directed-Energy Weapons, Space Fence, etc), e são correctores genéticos reconstituindo, regenerando e actualizando a composição química da atmosfera e da terra com os micro-organismos, micróbios e os compostos químicos que as aves transmitem pelas patas palmípedes, pelugem, bicos e olhos porque os olhos das aves emanam ressonâncias vibracionais funcionando como raios laser que neutralizam os ataques biológicos! As aves é a verdadeira tecnologia avançada, não é brincadeira tecnológica nenhuma, a natureza não é estúpida!

A inteligência artificial e a Smart Grid não consegue funcionar nas cidades com a presença de gaivotas, pássaros e pombas porque o cérebro de uma gaivota ou o cérebro de uma pomba é um ressonador magnético em alta frequência vibracional e é muito mais inteligente do que qualquer super-computador por mais potente que ele seja, não estou a exagerar, isto é facto científico, o cérebro de uma ave é mais inteligente do que o super-computador mais potente do mundo! Os demónios odeiam gaivotas e pombas por causa do seu simbolismo e emanação espiritual!

O cérebro de uma ave é mais inteligente do que o super-computador mais potente do mundo!

Os humanos estão-se a comportar como um vírus, como autênticas bestas que não respeitam nem partilham nada com a natureza, não respeitam nada nem ninguém, só procuram controlar, invadir e destruir a natureza toda que se quer livre e selvagem! Agora vamos desmistificar (desmentir) as doenças que os especialistas em mamadas biológicas dizem que as gaivotas transmitem:

Salmonelose – Esse é um exemplo de doença causada por fezes de pombos. Se trata de uma doença infecciosa provocada por bactérias do tipo salmonella. Quando o alimento é contaminado com fezes dos animais, o homem é infectado.

A maior parte dos alimentos estragados produzem naturalmente a bactéria salmonella como parte de um mecanismo natural de biodegradação dos alimentos e por isso é que a Salmonelose é tratada sem o uso de antibióticos porque essa bactéria é natural e existe para fazer parte do processo de biodegradação e metabolismo dos alimentos para a conversão da matéria orgânica noutras formas de energia!

Além disso, essa contaminação só existe se o pombo ou gaivota se alimentar com comida contaminada por bactérias do tipo salmonella e se as pessoas se alimentarem com fezes dessas aves! E eu não conheço ninguém que coma as fezes das gaivotas e das pombas e que coma comida estragada e contaminada com frequência e de forma consciente!

Gripe Aviária – Também conhecida como Peste Aviária ou a Doença de Newcastle. Este vírus (Influenza H5N1) hospedado por aves, mas que pode ser transmitido para as pessoas, geralmente quando elas são expostas a matérias fecais de pombos

H5N1 não é hospedado por aves, isso é completamente falso! Doença de Newcastle, engraçado nome que lhe deram! Isso é mentira, é mais uma invenção porque a gripe aviária não é hospedada em avez e não é transmissível a humanos! A gripe aviária foi uma doença inventada em laboratório e espalhada nos aviários (e não nas aves em liberdade como as pombas e gaivotas) para meter medo às pessoas e justificar a obrigatoriedade do rastreamento, o chip e as vacinas em todas as aves e a vacinação em massa das populações de todo o mundo com a vacina H5N1 que foi um atentado de terrorismo porque essa vacinação teve como objectivo a inoculação de nanopartículas e substâncias genotóxicas, neurotóxicas, cancerígenas e mutagénicas nas pessoas que se deixaram vacinar! O mesmo fizeram com a gripe suína (H1N1) e agora estão a fazer com os humanos com a COVID-19 SARS-CoV-2

Criptococose – Doença provocada por fungos que vivem no solo, em frutas secas e cereais e nas árvores; e isolado nos excrementos de aves, principalmente pombos;

Isso é mentira! Existem fungos em todo o lado, o nosso corpo tem milhares de fungos! Os fungos são essenciais à vida e têm sido diabolizados para ocultarem as suas funções essenciais nos ecossistemas e no nosso próprio corpo! Onde é que estão as provas que os excrementos de aves como pombos contêm esse fungo e que esse fungo é perigoso? Além disso esse fungo só causa infecção em indivíduos imunocomprometidos! E qualquer indivíduo imunocomprometido fica facilmente doente com qualquer agente que pode não ser patogénico para a maior parte das pessoas porque só adoece as pessoas imunocomprometidas porque estão com o sistema imunitário comprometido! A culpa não é das pombas nem das gaivotas por cagarem em cima de um gajo que já está doente!

Criptococose – Doença provocada por fungos que vivem no solo, em frutas secas e cereais e nas árvores; e isolado nos excrementos de aves, principalmente pombos;”

Mais uma mentira com um nome engraçado, cripto e cocose, o cócó das criptas, isto é cada uma, onde é que esses Doutores vão arranjar esses nomes? Talvez em algum momento de inspiração quando estão a cagar nas suas criptas laboratoriais! Onde estão as provas que os excrementos de aves como pombos contêm esse fungo? Esse fungo existe ou é mais uma invenção fraudulenta da ciência?

Pela leitura científica, esse fungo só causa infecção em indivíduos imunocomprometidos! E volto a repetir, qualquer indivíduo imunocomprometido fica facilmente doente com qualquer agente que não seja patogénico para a maior parte das pessoas porque está imunocomprometido! A culpa não é dos pombos por cagarem em cima de um gajo que já está doente!

Histoplasmose – “É uma infecção causada pela inalação de esporos de um fungo que é encontrado frequentemente em fezes de pássaros e de morcegos. A contaminação ao homem ocorre pela inalação dos esporos (células reprodutoras do fungo);

Esse fungo só existe nas fezes de morcegos e em alguns pássaros nocturnos e não em pombas nem gaivotas que não são pássaros nocturnos nem morcegos! Além disso esse fungo só causa infecção em pessoas com deficiência imunológica! E uma pessoa com deficiência imunológica (imunocomprometido) pode ficar doente com qualquer coisa!

Ornitose – Doença infecciosa provocada por bactérias. O contágio ao homem se dá pelo contato com aves portadoras da bactéria ou com seus dejetos.

O agente patógeno da ornitose é a bactéria Chlamydia psittaci que se encontra em papagaios e aves domesticadas, aves que estão presas, engaioladas! E não em pombas nem gaivotas! Além disso essa bactéria é uma invenção laboratorial que foi espalhada na natureza para provocar um surto de doenças respiratórias e pneumonias e justificar dessa forma a criação de autoridades de saúde como o National Institute of Health (NIH) que foi criado em 1930 nos Estados Unidos por causa de um surto dessa bactéria desenvolvida em laboratório!

Meningite – Inflamação das membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal. O contágio se dá por meio da inalação de um fungo presente nas fezes dessa ave, que nosso organismo se encarrega de eliminar; quando isso não acontece, ocorre uma forma de meningite que pode ser fatal.

Isso é mentira! Qual fungo? Porque é que não identificaram o fungo neste caso da Meningite mas nos outros já identificaram? Porque isso é completamente mentira! É fear mongering, indução de medo!

A meningite é provocada fundamentalmente pelas substâncias neurotóxicas que as vacinas contêm que atacam severamente a meninge e destroem por completo o sistema nervoso central e o cérebro de um recém-nascido provocando-lhe a morte imediata incorrectamente e criminosamente denominada de SIDS (Sìndrome de Morte Súbita infantil) pelas autoridades de saúde para ocultarem as causas das meningites que são provocadas pelas vacinas, fármacos e tratamentos, ou então o bebé fica com todos os sistemas corporais comprometidos, desenvolvendo várias doenças do foro neurológico e auto-imunes tornando-se num toxico-dependente e refém da indústria química, médica e farmacêutica durante toda a vida!

Outra causa das meningites é a água pública que contém bactérias coliformes causadoras de doenças como a Meningite, tais como as bactérias Streptococcus que estão presentes na água pública que é potável (poison), é um veneno, é uma droga! Já para não falar dos agrotóxicos, cianeto, metais pesados e muitas outras substâncias presentes na água pública (ver aqui) que causam Meningite e muitas outras doenças! Não são as pombas nem as gaivotas que andam a causar Meningites!

Outra causa de Meningite são as fórmulas infantis, os leites artificiais que contêm substâncias neurotóxicas e genotóxicas que são altamente tóxicas para o corpo de um bebé recém-nascido e que destroem por completo as meninges e o seu sistema nervoso central e imunitário que necessita do leite materno para se desenvolver e fortalecer nos primeiros meses e anos de vida! Não são os pombos nem as gaivotas que provocam Meningites!

ambientaistas são ratos do porão

Eu sei o que essas bestas alienígenas querem fazer! Eles precisam de retirar toda e qualquer ave selvagem do meio da natureza para poderem implementar a besta deles, a Smart Grid, o 5G, a internet of things, os Sistemas e Veículos Aéreos Não Tripulados e os veículos eléctricos que não funcionam correctamente com a interferência das ressonâncias magnéticas e vibracionais de animais como as aves nas cidades que interferem severamente com a radiação wireless e modo de funcionamento (Beyond Visual Line of Sight) de que eles precisam para o Space Fence (space surveillance system) e toda essa rede cibernética para controlar tudo e todos com monitorização electrónica em tempo real.

Espero que as Águias e os Falcões (e todos as restantes aves e animais) façam o que é de sua natureza fazer, ser Selvagem e atacar essas bestas alienígenas “humanas” que estão a usar as águias e os falcões para se virarem contra as suas próprias espécies em vez de se virarem contra esses alienígenas humanos! Que as águias e os falcões se unam com as suas irmãs gaivotas e com as suas primas pombas e que fodam à picada e que caguem em cima desses vírus alienígenas humanos!

Chefe Cordeiro que leva no cu o ano inteiro

As gaivotas e as pombas não são praga nenhuma! Pelo contrário, neutralizam as pragas, protegem os espaços e a natureza contra ataques biológicos e impedem a proliferação de pandemias! Incomodam a esplanada é? Que se fodam as esplanadas! Antes das esplanadas invadirem a natureza para a plebe poder passear e comer na avenida, já as gaivotas e as pombas existiam!

Lúcifer, a águia-de-Harris que expulsou as gaivotas num hotel de luxo de Gaia

Eles querem alterar os telhados tradicionais e transformar todo o mobiliário urbano porque os telhados tradicionais e os monumentos históricos neutralizam a Smart Grid po causa das pedras, das telhas, do tijolo burro (argila), dos cristais, minerais, micróbios, micro-organismos e geometria, por isso é que eles estão a usar as gaivotas e as pombas como desculpa para violar a propriedade privada e pública e destruir e enfraquecer (esterilizar e matar) o património histórico em nome de uma falsa praga. Se não existirem gaivotas, pombas, pássaros e arquitectura tradicional com materiais naturais à base de argilas, nesse caso é que vão existir pragas e pandemias descontroladas que é o que eles querem fazer, querem desproteger as cidades e as casas para poderem espalhar pandemias de forma descontrolada.

A engenharia civil e a arquitectura está a ser usada como uma arma biológica para desproteger as pessoas e os espaços para a Smart Grid poder monitorizar e atacar tudo e todos!

As novas construções civis têm de ser consideradas ilegais e destruídas porque estão a matar a biodiversidade toda em todo o mundo e a bloquear a livre circulação dos elementos da natureza com as estruturas cúbicas que são prisões electromagnéticas! É dever e direito de qualquer pessoa exigir a destruição das novas construções civis (que são armas biológicas e prisões electromagnéticas) e de rectificar o ensino de engenharia civil e arquitectura porque o que está a ser ensinado nas universidades e o que está a ser feito na construção civil são literalmente armas biológicas usando arquitecturas cúbicas para bloquear a livre transferência de energia nos cantos e gerar electricidade estática dentro dos edifícios para serem usados como interfaces de ligação à Smart Grid para a monitorização electrónica em tempo real e para se tornarem alvos fáceis das armas psicotrónicas (controlo mental) e de energia dirigida que só funcionam com ângulos rectos, linhas rectas e estruturas cúbicas.

Eles estão a destruir as casas antigas, os telhados e as construções tradicionais em forma côncava e convexa, com tijolo burro e telhas de barro (argilas que contêm muitos minerais que funcinam como protectores e ressonadores magnéticos) e que são altamente condutores térmicos e eléctricos que neutralizam as armas nucleares e electromagnéticas, os telhados tradicionais com tijolo burro, xisto e ouros materiais naturais têm ecossistemas e microbiomas, têm milhares de micro-organismos, micróbios, ervas e plantas que nascem nesses telhados que servem de alimentos a aves e muitos outros animais e plantas em diferentes escalas e ecossistemas, e que neutralizam as armas nucleares e electromagnéticas, por isso eles querem acabar com esses telhados e materiais naturais, estão a matar as aves como pombas e gaivotas nas cidades porque essas aves fazem ninhos nesses telhados (as aves neutralizam a smart grid, neutralizam as armas psicotrónicas e de energia dirigida) e estão a substituir os materiais de construção civil por fibras sintéticas e nano-tecnológicas para ligar os edifícios e as pessoas, animais, plantas e objectos dentro desses edifícios à Smart Grid para serem vigiadas e controladas pela inteligência artificial!

As novas construções civis têm de ser todas destruídas porque são armas biológicas alienígenas para destruir toda a vida na Terra bloqueando a livre circulação dos elementos da natureza (energia) e bloqueiam, contaminam e desviam o elemento matriz, a água, descarbonizando os seres-vivos e a sociedade que é o obejctivo final desses alieníogenas com a descarbonização que eles querem fazer até 2050 para separar o carbono (corpo físico) do hidrogénio (água) e nos ligar à inteligência artificial para controlo absoluto em tempo real de toda a vida na Terra, é a morte do corpo porque separando o corpo (carbono) do hidrogénio (água), o corpo morre porque separa-se do Espírito que se manifesta nos fluídos compostos essencialmente por água, hidrogénio! As pessoas e todos os seres-vivos viram mortos-vivos que apenas sobrevivem fisicamente mas deixam de ser animados pelo Espírito e quem não é animado pelo Espírito não cria nada de novo, vira um autómato, escravo. cyborg, android life form, part organic part machine! O que eles nos estão a fazer é mostrado no videojogo Snatcher escrito e desenhado por Hideo Kojima que aconselho a todos estudarem esta obra de arte esquecida nos tempos de hoje:

O que nos querem fazer: tornar os nossos corpos vulneráveis a possessão para serem controlados remotamente por uma inteligência artificial (Snacthers)
Snatcher

As pessoas que não partilham nem água nem comida com os restantes animais, tal como a natureza faz gratuitamente, são pessoas anti-natura (aliens) e comportam-se como pragas porque não partilham nada com a natureza e ainda por cima acham-se no direito de controlar a natureza e consideram os animais em liberdade como errantes quando nenhum animal é errante por viver em liberdade na natureza, o único animal errante que eu conheço são essas pessoas que denominam os animais e as aves em liberdade de errantes, essas pessoas é que são as errantes porque estão em erro porque não partilham nada com os animais e ainda fazem pior, não deixam que as pessoas partilhem! Essas pessoas são uma praga, são criminosas e têm de ser atacadas e exterminadas pelo Espírito da Natureza com Kodamas e Nightwalkers porque estão-se a intrometer em território alheio e na vida dos outros animais para controlo e para impedir a liberdade da natureza, e nós temos o direito de atacar, destruir e matar quem se intromete no nosso território e nos impede de ser livres e donos do nosso corpo, vida e espaço!

Sapphire Dragon

The glittering sapphire dragons are the most territorial of all the gem dragons to a dangerous degree! – Dungeons & Dragons

Quem está a seguir estas agendas criminosas de matar aves como as gaivotas e pombas nas cidades (sob o subtil nome de controlar) para poderem usar a Smart Grid para monitorização electrónica em tempo real (espionagem e ataques biológicos) não são seres-humanos, são entidades com pensamento cibernético, usam apenas o lado racional com mentalidade sintética, já estão mortos porque nunca nasceram das águas do Espírito, são Snatchers (apoderam-se da mente humana para controlo mental e anestesia emocional, eles consideram a emoção humana uma das maiores fraquezas mas na realidade é o contrário).

Essa possessão mental (snatcher) é feita nas escolas, religiões, universidades que formatam as pessoas para as possuir mentalmente e as controlar com os líderes religiosos, políticos, científicos, gurus, mestres, técnicos e especialistas, são os biólogos, ambientalistas e o raio que os parta a todos que querem controlar a natureza que não quer ser controlada porque não precisa de ser controlada nem ordenada e muito menos pelo homem porque a natureza controla-se e ordena-se a si própria de forma desordenada e descontrolada, qualquer tipo de controlo e ordenação é demoníaco e quem está a fazer isso tem de ser exposto e atacado, ou mudam e deixam a natureza em paz e em liberdade convivendo com ela e respeitando a natural extinção e criação de novas espécies a cada segundo, ou então essas “entidades” controladoras e os seus lacaios humanos têm de desaparecer de uma vez por todas de toda e qualquer dimensão e plano existencial para não prejudicar outros planos porque todos os planos se interligam, é tão simples quanto isto!

CIIMAR da Universidade do Porto quer matar as gaivotas nas cidades para espalhar pandemias e desproteger as pessoas, os animais e toda a natureza!

O director do CIIMAR da Universidade do Porto (Interdisciplinary Center of Marine and Environmental Research) participou em mais de 40 projectos sendo neste momento coordenador de três projectos (um nacional e dois H2020). H2020 é o Horizon 2020, the EU’s funding programme for research and innovation (€ money $). Este Doutor gosta muito de investigar o uso das toxinas e moléculas de bactérias patogénicas para aplicações bio-tecnológicas! E gosta muito de coleccionar culturas de mais de 400 estirpes de bactérias cyanobacteria que curiosamente são as bactérias que estão a ser usadas neste momento pela Big Pharma como o candidato inibitório mais promissor contra ambas as proteases do COVID-19 SARS-CoV-2, são tudo coincidências…

Estas bestas da Universidade do Porto e do CIIMAR estão envolvidas na Pandemia COVID-19 que foi fabricada pelos laboratórios militares e farmacêuticos para enriquecer as máfias do costume, as máfias militares-médicas-farmacêuticas! Por isso é que o Porto foi um epicentro de um surto descontrolado de COVID-19 no norte de Portugal, porque eles espalharam esssa bactérias no Porto! E posteriormente em Lisboa! Por isso é que eles querem matar as gaivotas nas cidades porque as gaivotas neutralizam essas armas biológicas e protegem os espaços, a natureza, os animais, as plantas e as pessoas desses ataques biológicos, as gaivotas são controladoras de pragas e evitam a proliferação de pestes e pandemias!

As bactérias Cyanobacteria existem naturalmente nas algas que a natureza usa como mecanismo de limpeza, purificação e nutrição das águas! E as gaivotas são uma das aves mais susceptíveis de transmitir este tipo de bactérias que os especialistas do CIIMAR da Universidade do Porto dizem que são bactérias resistentes, só não nos dizem a que é que são resistentes, às pandemias como a COVID-19! Estas bactérias como existem naturalmente nas algas e nos peixes são facilmente transmissíveis pelas gaivotas que servem dessa forma de pesticidas que nos protegem naturalmente contra as pandemias COVID-19 SARS-CoV 2 como podem ver nas evidências científicas acima apresentadas que nos mostram que o candidato inibitório mais promissor contra ambas as proteases do COVID-19 SARS-CoV-2 são as bactérias Cyanobacteria que as gaivotas facilitam a sua transmissão!

Putas beatas inquisidoras que querem matar as gaivotas porque não gostam de concorrência!

A resistência a antibióticos é uma fraude e os antibióticos farmacológicos acabam sempre por se tornar ineficazes porque todas as bactérias existem por uma razão muito importante e são resistentes a antibióticos porque bactérias são seres-vivos e qualquer ser-vivo é resistente a um ataque biológico porque todos os seres-vivos, independentemente da escala e espécie a que pertencem, têm instintos e mecanismos naturais de luta pela sobrevivência aos quais os cientistas mentirosos e enganadores deram o nome de resistência a antibióticos para nos ocultar o que isso realmente significa, significa simplesmente que as bactérias (que são seres-vivos) lutam pela sobrevivência e aprendem a defender-se usando memória imunitária (resistência a antibióticos) atacando os agentes usados para as matar (antibióticos) porque na realidade todas as bactérias têm uma função importante e são essenciais à vida, a patogenicidade só existe quando ocorre uma manipulação e descontrolo (proliferação descontrolada fora do habitat natural) no número e disposição das bactérias num organismo que desregula a função essencial bacteriológica num determinado organismo e ecossistema!

Todas as bactérias que existem na natureza são essenciais à vida de todos os seres-vivos e só se tornam patogénicas quando são manipuladas pelo homem! Qualquer tipo de controlo e manipulação é doentio que acaba sempre por provocar doenças que são mecanismos naturais de tratamento e correcção dessa manipulação! As doenças são o próprio tratamento do corpo porque o corpo cura-se a ele próprio!

Acabar com os hydrocarbons para esterilizar e usar a Smart Grid para oxidar, queimar e matar a vida na Terra!

Eles querem acabar com os hydrocarbons porque os hidrocarbonetos (hidratos de carbono) interferem com a radiação electromagnética e desintegram e destroem o nanodust/smartdust, além disso a acumulação de hidrocarbonetos na gordura das gaivotas serve de fertilizante e pesticida natural!

Referências:

Cyanobacterial metabolites as promising drug leads against the M pro and PL pro of SARS-CoV-2: an in silico analysis

Cyanobacteria a potential source of antiviral substances against influenza virus

Drivers of Cyanobacterial Blooms in a Hypertrophic Lagoon

CIIMAR – Interdisciplinary Centre of Marine and Environmental Research

As gaivotas e as pombas são pesticidas e fertilizantes naturais e as autoridades políticas e científicas querem matá-las para espalhar pandemias como a COVID-19! (Smart Memes)

As gaivotas e as pombas são pesticidas e fertilizantes naturais e as autoridades políticas e científicas querem matá-las para espalhar pandemias como a COVID-19! (texto)

Este vídeo vai-vos mostrar a importância que as gaivotas têm na prevenção de pandemias como a COVID-19 e porque razão andam a matar as gaivotas, as pombas, os gatos e os pássaros nas cidades e qual o porquê do plano político e científico para exterminar as gaivotas e as pombas nas cidades!

,

O que as gaivotas estão a fazer ao emanar este tipo de sons chama-se: “The Crystal Resonator“. Estes sons emanam ressonâncias que limpam e equilibram as energias dos seres-vivos e do meio-ambiente, por isso é que a natureza usa aves como as gaivotas e as pombas para manter o meio-ambiente limpo de radiações negativas e os corpos dos seres-vivos sintonizados a vibrar nas ressonâncias saudáveis entre o Céu e a Terra!

As gaivotas usam a linguagem dos pássaros que são ressonâncias vibracionais que nos activam o chakra coronal e o coração, são reparadores genéticos e conectam-nos com a natureza do Céu e da Terra com efeitos de liberdade e transcendência!

Reparem no vídeo de cima na gama completa de frequências que as gaivotas emanam que são frequências usadas no tratamento de muitas doenças, doenças respiratórias e oculares como a COVID-19, por isso é que eles proibiram as pessoas de ir à praia no início da pandemia e andam a matar as gaivotas nas cidades!

Porque eles não querem ninguém a ressonar nas frequências do Espírito, da Liberdade e da Transcendência com o chakra do coração ligado com o terceiro olho no meio da testa na glândula pineal e alinhado com o chakra coronal no topo da cabeça aberto e activado! Porque quando isso acontece activamos um Stellar Stargate Escalar (Galactic Chakra) que cura, liberta e transcende espiritualmente tudo e todos à nossa volta por reacção em cadeia e eles perdem o poder mental sobre a alma das pessoas!

Agora vamos ouvir o som das pombas que emanam as frequências 432Hz (ressonância do chakra do coração), 528Hz (reparação genética), 639Hz (Divine Reception – Connecting Relationships Solfeggio Frequency), 741Hz (Awakening Intuition Solfeggio Frequency), e várias outras frequências cure-all Rife Frequencies usadas no tratamento de doenças respiratórias e oculares como a COVID-19:

,

Esta é a linguagem dos pássaros e é a verdadeira Medicina da natureza que usa os animais para gerar ressonâncias vibracionais que curam tudo e todos ligando o Céu à Terra com frequências! Porque tudo o que existe é o resultado de energia, frequência e vibração e alterando-se a frequência altera-se a vibração e a energia!

Eles querem-nos dentro de uma rede artificial de frequências tóxicas (Smart Cities) para nos conseguirem controlar mentalmente e geneticamente com as armas biológicas usando a Smart Grid, por isso é que estão a matar as gaivotas, as pombas, os pássaros e a esterilizar os animais nas cidades para impedir que as frequências da natureza interfiram e neutralizem as armas biológicas electromagnéticas e nucleares que estão a ser usadas nas cidades que eles querem transformar em Smart Cities.

Eles querem as cidades com tudo e todos monitorizado electronicamente e controlado com a Smart Grid que não funciona com as ressonâncias da natureza e com as frequências emitidas pelas aves como gaivotas e pombas!

Eles já andam a demonizar as gaivotas, as pombas e os gatos e cães em liberdade “errantes” há muito tempo, os gatos também emanam ressonâncias curativas e são controladores de pragas, por isso é que andaram a promover o seu extermínio e esterilização em massa.

Uma das estratégias que eles usam é manipulação emocional, por isso é que o Vaticano mostrou um corvo e uma gaivota a atacar uma pomba branca (símbolo da paz), porque eles querem que as pessoas associem as gaivotas ao demónio para que aceitem o extermínio (controlo) das gaivotas nas cidades porque as gaivotas são controladoras de pragas nas cidades, elas comem roedores, insectos, artrópodes, cobras e tubarões!

As gaivotas são pesticidas e fertilizantes naturais e protegem os espaços, a natureza e as pessoas de ataques biológicos como a COVID-19 como vão ver mais à frente! Eles querem as cidades mortas! Sem natureza, sem vida! Sem as ressonâncias do Espírito a vibrar nas cidades para conseguirem controlar, monitorizar e atacar as pessoas com as frequências das armas electromagnéticas Smart Grid!

Eles andam a matar e a esterilizar gradualmente e de forma seleccionada (para não dar muito nas vistas) toda a vida nas cidades, pombas, gaivotas, pássaros, árvores, gatos, cães e humanos com pandemias e pragas que esses animais e aves neutralizam impedindo a proliferação de pragas nas cidades.

Eles querem que as pessoas tenham medo da natureza e dos animais como fontes de contágio com toda esta paranóia das pandemias fabricadas COVID-19 para que as pessoas aceitem a substituição da inteligência natural pela inteligência artificial do homem besta.

O problema não são as gaivotas nas cidades, o problema são as cidades, o problema é a ganância do homem que retirou a maior parte do peixe às gaivotas o que as obrigou a procurar comida noutros locais, nas cidades!

As gaivotas não colonizam cidades costeiras porque as gaivotas já existiam antes das cidades, as cidades é que colonizam o território das aves! As gaivotas não vivem na selva para serem animais selvagens, as gaivotas vivem no ar e em terra, vivem em qualquer lado onde haja comida e liberdade!

Porque foi a partir de meados do século 20 que começaram a aparecer cidades de betão cheias de radiação tóxica que as aves como as gaivotas neutralizam e protegem os espaços e a natureza para manter as condições favoráveis e saudáveis à existência de vida!

Este especialista do CIIMAR da Universidade do Porto é um mentiroso, reparem bem nas micro-expressões, nas sobrancelhas, no olhar, nos gestos e na entoação da voz que ele dá nas palavras chave para nos manipular mentalmente a aceitar o extermínio (controlo) das gaivotas nas cidades que são aves essenciais nas cidades porque protegem-nos contra ataques biológicos!

CIIMAR Universidade do Porto

Os excrementos não são altamente corrosivos, isso é mentira, se fossem altamente corrosivos derretiam e desintegravam tudo onde caíssem, só um ignorante é que se acredita neste tipo de reportagens mentirosas e criminosas, os excrementos das gaivotas são pesticidas e fertilizantes naturais e protegem a natureza e os espaços contra ataques biológicos como a COVID-19, impedindo a proliferação de pragas e o aparecimento de pandemias!

Eles mentem! As fezes das gaivotas é o que dá vida aos edifícios históricos porque a maior preciosidade da Terra são as fezes e a urina dos animais! Os excrementos das gaivotas (reparem que eles não usaram o nome fezes para manipulação psicológica e emocional) são pesticidas e fertilizantes naturais!

Eles querem esterilizar as cidades todas, espalhar pandemias e matar os templos históricos (tal como já expus no blog, ver aqui) e por isso é que eles não querem as gaivotas nas cidades porque as gaivotas protegem as cidades e toda a natureza e dão vida à terra e aos templos históricos com as fezes que têm colónias de bactérias e micróbios essenciais à existência de vida!

As gaivotas andam à procura de comida! Resíduos orgânicos é comida! Ele usou o termo resíduos orgânicos porque eles querem acabar com os resíduos orgânicos em nome de uma falsa protecção ambiental e uma falsa saúde pública porque se as pessoas não partilharem a comida (resíduos orgânicos) com outros animais, as doenças e pandemias aparecem porque os ciclos naturais param, a energia pára e deixa de fluir livremente, a vida fica esterilizada e todos os humanos e animais ficam presos e dependentes dos laboratórios científicos para sobreviver que é o que esses desgraçados querem-nos fazer!

Reparem no vídeo como o “especialista” vai mentir, o toque na cara, a gesticulação e as micro-expressões!

,

Eles mentem no que disseram, é o contrário, segundo essa besta com cara de metralha (mentiroso) a merda das pessoas é que é o normal mas a das gaivotas não, ele está a subverter os factos para justificar o extermínio das gaivotas nas cidades porque as gaivotas protegem as pessoas e todos os espaços e a natureza contra armas biológicas e impedem pandemias como a COVID-19.

As gaivotas já existem muito antes de existirem humanos e as suas cidades, por isso o que ele diz é completamente falso, é mentira, os humanos é que estão a contaminar o sistema animal e ambiental e não as gaivotas!

As pessoas têm de passar por infecções! A infecção é parte da cura, da purga, do tratamento pelo que todos os animais passam! Sem infecção não há purga, não há tratamento e não há cura nem saúde nenhuma, por isso é que aves como as gaivotas são transmissoras de bactérias como a Cyanobacteria que está a ser usada em biotecnologia como o principal medicamento contra a COVID-19! Eles não querem gaivotas nas cidades porque as gaivotas são uma medicina natural e uma arma que a natureza usa contra as pandemias que eles andam a lançar no mundo!

Essa puta Fátima Silva com cara de lula gigante da Divisão de Gestão Ambiental da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia é uma mentirosa! A legionella não é transmitida entre animais e pessoas e nem sequer entre pessoas! Ela está a mentir! É precisamente o contrário, as gaivotas e as fezes das gaivotas como são pesticidas eliminam as bactérias legionella impedindo a sua propagação!

Mentira! A legionella não é transmitida entre animais e pessoas e nem sequer entre pessoas! Ela está a mentir! É precisamente o contrário, as gaivotas e as fezes das gaivotas como são pesticidas eliminam as bactérias legionella impedindo a sua propagação!

As gaivotas são purgadoras da natureza e deslocam-se para os sítios onde são precisas e onde há alimento e condições de sobrevivência para proteger a vida animal incluindo os humanos que as gaivotas consideram parte integrante da natureza!

Ou seja, segundo esses especialistas as gaivotas não se podem alimentar e limpar a merda que o povo faz e têm de ser exterminadas para o povinho de merda poder viver perto da merda que eles próprios fazem adoecendo e espalhando doenças!

Reparem bem ao minuto 36:36 do vídeo (ver aqui), o povinho de merda muito higienizado por fora e sujo de espírito não é capaz de dizer as coisas como elas são, essa esfregona diz: “aquelas coisas que elas botam”, povinho de merda! Em casa e quando se juntam umas com as outras essas santas e putas beatas só dizem merda, mas em frente à televisão não são capazes de dizer merda ou cócó!

As gaivotas não podem comer nas lixeiras mas essas santas e putas beatas podem usar a língua para fazer lixo porque só dizem merda!

Eles mentem! A gordura não está contaminada, a gordura é um mecanismo de protecção da natureza que está cheia de nutrientes e energia e existe precisamente para impedir a contaminação! O que eles querem fazer é acabar com a livre disponibilidade de alimento (resíduos orgânicos) para controlar todas as pessoas e animais com a comida de laboratório com as calorias racionadas e limitadas, comida molecular.

Não existem aves errantes! Essa lei é criminosa, é ilegítima e ilícita em si mesma e não deve ser respeitada porque é uma lei criminosa que considera as aves em liberdade como errantes! Não existem animais errantes! Isso foi um termo inventado pelo homem errante para aprisionar e controlar todos os animais porque o homem é o único animal em erro na natureza! Os criminosos responsáveis por este tipo de leis devem ser identificados e decapitados por exposição a público das leis criminosas que aprovam!

A limpeza urbana é uma prática criminosa que tem como objectivo contaminar os solos, esterilizar todos os espaços urbanos e matar todas as espécies de vida para que não nasça vida nenhuma naturalmente que é o que potencia as pandemias e nos torna dependentes da indústria química, médica e farmacêutica para sobreviver que é o que essas bestas querem!

O cócó das gaivotas suja os carros dos meninos dos papás do Porto! (ver aqui). Foda-se, isso não se faz ao menino desportista do papá, lavar o carro? Tudo menos isso pá, que fatela meu! Matem as gaivotas, eu não lavo carros! Eu lavo piças com water sports porque eu sou um desportista não sou um lavador de carros!

Eles querem exterminar as gaivotas repetindo o genocídio que cometeram na ilha das Berlengas em 1994, 95 e 96 com envenenamento e muito sofrimento infligido em milhares de gaivotas!

Foi um genocídio ambiental que eles querem voltar a repetir e por isso é que financiaram esta reportagem na RTP para manipulação da opinião pública para que as pessoas aceitem este genocídio que eles querem fazer às gaivotas com consequências catastróficas em todos os ecossistemas e nos próprios humanos que se vão foder todos caso isso aconteça porque a lei da acção-reacção da natureza é perfeita, não falha, se a comunidade científica e as autoridades cometerem este genocídio vão haver catástrofes e pandemias nas cidades, que é o que eles querem! Isto tem de ser impedido!

Eu reduzia drasticamente era a população destes cabrões com cara de cabrão e ideologias criminosas que querem matar as gaivotas à fome para que os seus barcos iates onde fodem as suas putas e reproduzem mais cabrões degenerados se mantenham limpinhos sem merda de gaivota!

Referências:

As obras de conservação e restauro que estão a ser feitas com o financiamento do Portugal 2020 são operações terroristas e subversivas para matar os Templos Religiosos e os Castelos e nos impedir de aceder à Dark Energy que é o que nos liberta da prisão da rede electromagnética!

As gaivotas e as pombas são pesticidas e fertilizantes naturais e as autoridades políticas e científicas querem matá-las para espalhar pandemias como a COVID-19! (video)

,

Qual o porquê de terem matado milhares de gaivotas na ilha das Berlengas em 1994, 95 e 96, porque essa ilha é um portal kalachakra de entrada no planeta de forças draconianas demoníacas e as gaivotas selam esses portais impedindo a entrada de forças demoníacas no planeta, por isso é que eles mataram milhares de gaivotas em nome de uma falsa protecção ambiental porque naquela ilha das Berlengas a vegetação e fauna é propícia à abertura desses portais que depois irei desenvolver noutra investigação, a atmosfera de um planeta é definida pelas espécies de vegetação e fauna que nele habitam, se eles matam milhares de gaivotas para proteger lagartos e répteis, a atmosfera e a composição química e micro-biológica dos solos e da água vai ser diferente porque os animais responsáveis pela fertilização dos solos e da água têm diferentes microbiotas!

Eles estão a fazer algo com os humanos que penso que está relacionado com a forma como respiramos e como os répteis respiram, eles querem habituar os humanos a respirar de forma unidireccional como os lagartos e répteis! Por isso é que eles obrigaram as pessoas a usar máscaras COVID-19, é para atrofiar o sistema respiratório e habituá-lo a uma respiração unidireccional que eu penso que será necessária para o brain-computer-interface que não funciona com dióxidos de carbono exalados nem com os compostos químicos e floras microbianas que temos nas mucosas nasais e orais, eles precisam de alterar isto tudo para a inteligência artificial conseguir monitorizar e controlar os corpos à distância através do ar de forma unidireccional e singular, a singularidade cibernética!

Os voadores (demónios) não se conseguem deslocar no ar nem invadir espaços e corpos com a ressonância vibracional que as gaivotas e pombas emanam porque essas frequências impedem a abertura dos portais kalachakras que esses demónios voadores inter-dimensionais usam para se deslocar no ar! As gaivotas e as pombas fecham os portais demoníacos kalachakras e por isso é que eles andam a matar as rolas e as gaivotas e querem retirá-las todas das cidades porque esses demónios querem usar as cidades como templos satânicos electromagnéticos para possessões mentais e corporais em massa com a Smart Grid!