Técnicas de manipulação mental usadas pela comunicação social (videovigilância)

Uma das agentes manipuladoras mentais que trabalha para o Diário de Notícias quer-nos convencer que a videovigilância é a santa padroeira dos pobres que vivem em bairros problemáticos e que levam purrada da polícia porque supostamente não têm videovigilância que os proteja! Esta “jornalista” esquece-se que o direito de resistência é tão válido para resistir a ordens injustas de uma força de autoridade que ofenda os nossos direitos como o é para resistir a filmagens indevidas em praça pública ou privada sem o consentimento das pessoas que estão a ser alvo dessas filmagens e captura de imagens, vídeos e sons através da videovigilância! Assim como uma pessoa tem o direito de não apresentar identificação a uma autoridade policial, também tem o direito de não ser filmada nem escutada!

Continue reading “Técnicas de manipulação mental usadas pela comunicação social (videovigilância)”