Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 12 – O enterro da gata

As praxes não são nem nunca foram tradições académicas, são práticas fascistas que já foram proibidas várias vezes precisamente por serem práticas criminosas e ilegais, de subversão dos valores Humanos em que quem é mais besta, incompetente e inútil é que fica no topo da pirâmide a mandar com rótulos estúpidos e descabidos como “cabide de cardeais”, Dux, Dux Duxorum, Veteranorum, etc.

Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 12 – O enterro da gata”

Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 11 – The Saturnalian Brotherwood

“the true meaning of Graduation is gradual indoctrination.” – Jordan Maxwell

Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 11 – The Saturnalian Brotherwood”

Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 10 – Tragédia do Meco, 15 de Dezembro de 2013, Festival de Alcione em que os gregos celebravam a paz e a harmonia

O que realmente aconteceu na Praia do Meco, entre a meia noite e a uma da manhã do dia 15 de Dezembro de 2013? Antes de mais vamos analisar a vibração dessa data à Luz da numerologia e Gematria:

Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 10 – Tragédia do Meco, 15 de Dezembro de 2013, Festival de Alcione em que os gregos celebravam a paz e a harmonia”

Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 9 – O Tricórnio da Universidade do Minho

Como todos sabem o tricórnio é parte integrante do traje académico da Universidade do Minho.

Conceito de amizade segundo os universitários e as associações académicas
Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 9 – O Tricórnio da Universidade do Minho”

Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 7 – Associações académicas que levam caloiros a bares com quem têm acordos

Por alguma razão as Artes Marciais Ancestrais tinham e têm como principal missão e objectivo, não o agredir alguém, mas sim o auto-domínio físico, mental e espiritual, a luta interna diária de cada Ser-Humano, ou seja, o domínio do Sistema Nervoso Central e Periférico do Corpo-Humano e desenvolver um espírito indomável!

Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 7 – Associações académicas que levam caloiros a bares com quem têm acordos”

Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 6 – Vampirismo e Homeostasis

Beetlejuice, os Fantasmas divertem-se.

Lembram-se deste filme? Um casal que morre a caminho de casa e que no mundo dos mortos contrata um bio-exorcista, ou seja, o inverso de um exorcista, para exorcizar os vivos que vão viver para a casa dos recém-falecidos. Ou seja, o casal contrata um demónio, no mundo dos mortos, para perturbar os vivos e afastá-los da sua nova casa.

Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 6 – Vampirismo e Homeostasis”

Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 5 – Cartola Saturniana e o Black Cube of Saturn

Black Cube
Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 5 – Cartola Saturniana e o Black Cube of Saturn”

Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 4 – Maçonaria Carbonária, Necronomicon e Cthulhu

Maçonaria-Carbonária, os deficientes mentais satânicos de preto e vermelho!

Continue reading “Praxes académicas – The Manuale Scholarium – Parte 4 – Maçonaria Carbonária, Necronomicon e Cthulhu”

A escola pública é privada? Parte 2 de 7

Clica aqui para leres a 1ª Parte

E para quem ainda duvida que o ensino públio é totalmente controlado por grupos privados, reparem bem: Os professores e muitos outros funcionários públicos quando são colocados, com excepção das conhecidas e famosas situações de cunhas, são destacados para muito longe das suas terras em nome de quem e do quê? Dos mercadores e dos seus mercados! Quem beneficia com isso? Os mercadores! Petrolíferas, transportes públicos, o combustível do carro, as viagens sucessivas entre casa e escola, os negócios imobiliários que os professores têm de se sujeitar de cada vez que procuram casa para habitar temporariamente com futuro incerto, os hipermercados que vendem mais nas zonas de maior concentração estudantil, e no topo da pirâmide os amigos dos mercadores, os cobradores de impostos do estado que vão saquear o dinheiro do trabalho dos outros! É tudo arquitectado e engendrado pelos maçonzinhos para beneficiar unicamente as suas contas bancárias, os seus mercados, a lei do mercado!

Continue reading “A escola pública é privada? Parte 2 de 7”