As vacinas para a COVID-19 são armas biológicas de manipulação genética e de transmissão de novas estirpes de vírus que as vacinas contêm que são nanopartículas misturadas com gordura animal (Lipid Nanoparticles-Encapsulated) para conseguirem infiltrar e contaminar os corpos porque as nanopartículas dentro de lípidos são cavalos de tróia porque o corpo não as consegue identificar como corpos estranhos (porque estão dentro da gordura) e o sistema imunitário não as ataca!

As vacinas para a COVID-19 são armas biológicas de manipulação genética, o que eles estão a fazer com as vacinas é isto: Eles usam uma mistura de nanopartículas encapsuladas em lípidos (Lipid Nanoparticles-Encapsulated), sal (sódio), açúcar (sucrose), potássio, colesterol (eles usam o colesterol para incubação do vírus [nanopartículas] nas membranas plasmáticas celulares, nos tecidos corporais e no plasma sanguíneo, usam o colesterol nas vacinas como meio condutor para incubação do vírus nos principais órgãos corporais), e usam hydroxyl radicals que são moléculas de hidrogénio e oxigénio para se tornarem muito reativas e formarem facilmente grupos hidroxila em que quanto maior a sua concentração maior é o caráter básico e menor o ácido e o corpo cura-se a ele próprio porque o pH sai do ácido e aproxima-se da neutralidade e do valor do sangue no seu estado saudável de homeostase que é pH a 8.3.

Por isso é que eles dizem que as vacinas não dão imunidade permanente porque o que eles estão a fazer é a usar os hidróxidos, o potássio, o sódio e a sucrose para potenciar o corpo a se curar com potencial de acção celular, respiração celular e com a regulação dos níveis do pH para o seu esado saudável, pH a 8.3, e ao mesmo tempo usam os lípidos (Lipid Nanoparticles-Encapsulated) com as nanopartículas encapsuladas nessa gordura (mRNA) e o colesterol, o sódio e o álcool para manipular a genética do corpo! O sódio e o álcool é usado para precipitar o ADN para o vírus RNA poder manipular facilmente o ADN das células. Por isso é que eles querem as pessoas a usar álcool desinfectante permanentemente, é para precipitar o ADN e poderem manipular os nossos genes com o mRNA dessas vacinas!

As vacinas são transmissores de vírus, são cavalos de tróia para espalhar novas estirpes de vírus mRNA que as vacinas contêm como substância activa, o resto (sódio, potássio, sucrose e hidróxidos) é para estimular a respiração celular e o potencial de acção celular (a bomba de sódio e potássio) para o mRNA poder infectar e manipular os genes celulares facilmente porque o ADN celular é precipitado pelo álcool através dos hidróxidos e do álcool gel desinfectante.

As vacinas são armas biológicas para contaminar os corpos com novas estirpes de vírus através do mRNA que as vacinas usam como substância activa em lípidos encapsulados com nanopartículas dentro dessas gorduras para o corpo não conseguir identificar essas nanopartículas e dessa forma conseguem invadir e contaminar as células.

O álcool gel que eles andam a espalhar por todo o mundo obrigando as pessoas a se “desinfectarem” não é para desinfectar ninguém, é para contaminar toda a gente porque o álcool forma grupos alquilos (radicais orgânicos, electrões livres, carbono saturado), ou seja, o álcool seca os corpos com a remoção dos átomos de hidrogénio dos hidrocarbonetos do corpo, retira humidade aos corpos, retira a sua protecção pela remoção dos hidratos de carbono, por isso eles andam a demonizar os hidratos de carbono e não querem ninguém a comer hidratos de carbono mas por outro lado promovem a gordura animal, os lípidos, eles querem as pessoas com metabolismo lipídico e não glicídico para que os corpos das pessoas sejam facilmente contaminados por esses vírus em nanopartículas que necessitam de um metabolismo lipídico para se infiltrarem nos corpos sem serem identificadas, destruídas e expelidas pelo sistema imunitário e digestivo, porque com o metabolismo glicídico essas nanopartículas são desintegradas e destruídas porque não são protegidas pela gordura animal onde as nanopartículas se conseguem infiltrar e esconder para conseguirem infectar e contaminar os corpos, isso só é possível fazer com gordura saturada de animal como a gordura saturada de porco (como é gordura saturada as nanopartículas não são diluídas no hidrogénio e não são desintegradas pelo hidrogénio, pela água, pelos líquidos), por isso é que eles andam sempre a promover a ingestão de gordura animal, mas não é possível infectar um corpo com nanopartículas (vírus) com o metabolismo glicídico por causa do alto nível glicémico através dos carboidratos, por isso é que eles não querem ninguém a comer hidratos de carbono, eles querem gordura saturada de animal para poderem usar a gordura animal saturada como cavalo de tróia para as nanopartículas conseguirem infectar e contaminar as pessoas com essas nanopartículas que eles andam a espalhar por todo o lado incluindo nas vacinas!

Eles precisam de retirar os hidratos de carbono para saturar o carbono com radicais orgânicos (electrões livres) e saturar o carbono dos corpos com esses radicais e electrões livres (radicais orgânicos, electricidade que fica acumulada porque não tem hidrogénio para se dissipar, não tem humidade), e estes radicais orgânicos (alquilas) ao se unirem com os hidróxidos (que as vacinas contêm) aumenta a lipofilicidade do vírus RNA que é encapsulado com nanopartículas nos lípidos (gordura animal) para conseguir invadir e infectar os corpos!

Isto que aqui apresento é Medicina baseada na Evidência Científica e desafio qualquer cientista, doutor, mestre de colhões na boca ou qualquer outro acéfalo doutorado mais as suas putas da comunicação social que dão cobertura a esses criminosos com licença para mentir, enganar e matar, como por exemplo o Scimed e o Sexta às 9 da RTP que andam a levar no cu uns dos outros em orgias mediáticas só para nos tentarem desacreditar com aquele ar de doutorado muito respeitado, certificado e sério, tudo merda, tudo mentira, tudo falso, tudo crime organizado com cobertura mediática, vai ser tudo julgado e condenado! Se eles são assim tão sérios e cientificamente honestos então eles que desmintam publicamente estes factos e evidências científicas que aqui apresento no meu cantinho insignificante tal como eles o julgam mas andam sempre aqui a cuscar com os seus ratos e dão muito valor a este cantinho, que estranho! Um ET piu piu incomoda assim tantos rafeiros au au? O Exmo. Meritíssimo Dr. (e o novo título que o bastonário da Ordem dos Médicos quer inventar) João Cerqueira do Scimerda pareça uma piça a querer ejacular mas não consegue mesmo com milhares de seguidores e visibilidade mediática ele não se consegue ejacular, e a Sandra Felgueiras do Sexta às 9 do RTP mesmo que me pagassem o Euromilhões eu não lhe ia ao pito porque ficava contaminado com o vírus da mentira jornalística mascarada de verdade! Por isso eles que fiquem lá com as suas sodomias jornalísticas e doutoradas baseadas na mentira científica, que eu fico aqui no meu diário insignificante com a minha linguagem brejeira mas honesta e baseada em evidências científicas com linguagem de garoto, de criança libertina e não de concertina a dançar o solidó na vossa caixa hexagonal, o cubo, solidó, sólido que é o que vocês querem, todo o mundo a tocar a concertina (instrumento musical de caixa hexagonal) a dançar o solidó, sólido polido para manter tudo na mesma merda, ciclo após ciclo com tudo na mesma, solidó!).

Esses ratos em doutoramento de esgoto jornalístico e sodomia científica não vão desmentir os factos aqui apresentados simplesmente porque não há mentira nenhuma para desmentir porque o que aqui apresento é a verdade e eles sabem perfeitamente disso e por isso é que usam esquemas perversos e astuciosos para enganar e mentir com verdades e confundir toda a gente! Essas ratazanas sabem que tudo isto que aqui apresento é verdade e eles vivem na mentira, eles são a mentira, eles mentem, enganam, ignoram, adoecem as pessoas, apressam-se para fazer o mal, derramam sangue inocente (testes sanguíneos e vacinar é derramar sangue inocente), fazem sofrer as pessoas, mantêm as pessoas ignorantes e matam-nas de propósito para serem Reis em terra de escravos porque segundo as seitas (seitas é o nome que deram às primeiras correntes do pensamento médico tal como podem ver aqui) o doente deve obedecer ao doutor como o escravo ao senhor, essa gente reles vai-se foder toda e vai ser o dia mais feliz da minha vida quando isso acontecer!

Eu faço a minha parte expondo esses monstros desgraçados com 1% da minha inteligência que é suficiente para desmascarar todos esses mentirosos compulsivos mais os ignorantes que os seguem!

O vosso fim está próximo… continuem a ladrar na comunicação social e na internet enquanto podem… filhos da puta doutores assassinos do karailho mais as vossas putas!!! Mentirosos desgraçados! Vocês vão-se foder todos e no vosso íntimo vocês sabem que esse é o vosso destino do qual não vão poder fugir porque não se pode enganar o Espírito e mais cedo ou mais tarde o vosso acerto de contas vai acontecer e esse vai ser o dia mais feliz da minha vida porque vai ser o dia em que vamos poder começar a viver! Para já que a Batalha Final continue…

Dr. Death

What COVID-19 mRNA Vaccine BNT162b2 contains:
The active substance is BNT162b2 RNA.
After dilution, the vial contains 5 doses, of 0.3 mL with 30 micrograms mRNA each.
This vaccine contains polyethylene glycol/macrogol (PEG) as part of ALC-0159
The other ingredients are:

  • ALC-0315 = (4-hydroxybutyl)azanediyl)bis(hexane-6,1-diyl)bis(2-hexyldecanoate),
  • ALC-0159 = 2[(polyethylene glycol)-2000]-N,N-ditetradecylacetamide,
  • 1,2-Distearoyl-sn-glycero-3-phosphocholine,
  • cholesterol,
  • potassium chloride,
  • potassium dihydrogen phosphate,
  • sodium chloride,
  • disodium hydrogen phosphate dihydrate,
  • sucrose

source: https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/948518/Information_for_UK_recipients_on_PfizerBioNTech.pdf

Referências:

As vacinas para a COVID-19, os fármacos, os suplementos vitamínicos, os alimentos moleculares, a retirada do açúcar e do sal dos alimentos, a desmineralização da água e dos alimentos e a diabolização dos hidratos de carbono é uma agenda alienígena para deixar os corpos sem energia e vulneráveis a ataques biológicos para serem facilmente manipulados geneticamente e possuídos pelo sistema nervoso central com o objectivo de ligar as células corporais aos super-computadores pela Smart Grid para que os corpos possam ser monitorizados e controlados à distância e em tempo real pela inteligência artificial

O coronavírus COVID-19 é uma arma biológica étnica desenvolvida para atacar as linhagens de sangue Rh negativo com um vírus bacteriófago nanotecnológico que é destruído com Oligossacarídeos, hidratos de carbono, açúcares (sacarose, frutose, lactose e maltose) porque o capsídeo do vírus é formado com proteínas Rh que só contagia e provoca uma resposta imune no sangue Rh negativo!

O coronavirus é um bacteriófago que é facilmente destruído com elevadas concentrações de açúcar, com bebidas quentes açucaradas ou salgadas, com vinagre branco ou com bebidas destiladas! O gel desinfectante, o álcool etílico e as máscaras médicas potenciam a proliferação e contaminação do vírus!

Moderna Therapeutics e AstraZeneca PLC são grupos de crime altamente organizado que traficam droga e armas biológicas disfarçadas de vacinas e fármacos!

As vacinas que vão ser usadas na primeira fase de vacinação COVID-19 é soro fisiológico que não vão ter efeitos secundários nenhuns para desacreditar os anti-vacinas! A primeira fase do plano de vacinação COVID-19 é uma cabala montada pelas farmacêuticas e as autoridades de saúde para desacreditar os anti-vacinas e passar uma falsa imagem de segurança das vacinas para que as pessoas voltem a acreditar nas vacinas e na máfia médica e farmacêutica!

Os líderes mundiais, médicos e profissionais de saúde estão a preparar enganar todo o mundo para convencer as pessoas a consentir serem vacinadas por eles mas eles não vão tomar a vacina COVID-19 mas vão dizer que a tomaram! E os testes feitos com zaragatoa nasofaríngea são operações cirúrgicas para inocular chips nanotecnológicos e radioactive tracers no cérebro das pessoas através das vias respiratórias!

The Medical Mafia

A indústria médica e farmacêutica da qual o médico português João Júlio Cerqueira (Scimed – saúde ao domicílio) é uma puta, quer entrar na casa das pessoas para violar propriedade privada e passar por cima dos direitos constitucionais, direitos humanos, de bioética, e violar a integridade física e os direitos parentais das crianças usando a tele-medicina, a saúde ao domicílio e a Covid-19 tracking app para cometer o crime de cyberstalking e diagnosticar qualquer doença mesmo que não exista para submeter as crianças a tratamentos compulsivos e obrigatórios em nome de uma falsa saúde pública sem o consentimento nem das crianças nem dos pais!

Earthing e Grounding (andar descalço) é o mais potente e gratuito anti-oxidante que existe porque neutraliza as cargas eléctricas (óxidos), por isso é que médicos charlatões como o João Júlio Cerqueira do Scimed.pt anda a desacreditar essa prática gratuita e natural porque a saúde para esses médicos criminosos é um negócio para ser gerido e não para curar ninguém gratuitamente como a natureza faz porque a vida é uma graça e não um negócio!

Peça Processual para o Julgamento e Condenação Final de todos os filhos da puta criminosos que nos querem vacinar a todos obrigatoriamente para um vírus COVID-19 que eles próprios fabricaram e espalharam e para o qual já estamos todos imunizados porque o nosso corpo não é brincadeira científica nenhuma e pertence-nos a nós e a mais ninguém, se querem brincar brinquem com o bastão do bastonário da Ordem dos Médicos e com a cabeça da piça do seu amante Dr. João Júlio Cerqueira do Scimerda, medicina de merda baseada em ficção científica!

A Judiaria Internacional Sionista está a cometer um holocausto no Centro da Europa (República Checa) e na Mãe da Europa (Portugal, Espanha, França e Itália) usando armas biológicas étnicas para exterminar com a população Europeia principalmente com as linhagens de sangue sem o factor rhesus, os rhesus negativo porque eles querem criar uma raça híbrida (cruzamento genético através da miscigenação, mestiçagem) para ser facilmente controlada pela singularidade cibernética!

Moderna Therapeutics e AstraZeneca PLC são grupos de crime altamente organizado que traficam droga e armas biológicas disfarçadas de vacinas e fármacos!

AstraZeneca

Top Russian Scientist Alexander ‘Sasha’ Kagansky Working On COVID-19 Vaccine Assassinated In St Petersberg. A top Russian scientist who was working on a Covid-19 vaccine has been found dead in suspicious circumstances in St Petersburg, adding one more to the list of people engaged in coronavirus research dropping dead mysteriously. Alexander ‘Sasha’ Kagansky, 45, was reported to have fallen in his underwear from a 14th floor window of a high rise flat – and was found with stab wounds. He had recently received a Russian grant to study new ways of diagnosing and treating malignant brain tumours, and was an advocate of research into the uses of herbs and mushrooms as a cancer treatment.

Encomenda para benefício da AstraZeneca que tem ligações com a KGB: On 11 December 2020, AstraZeneca announced they will explore with the Russian Gamaleya Research Institute whether their two adenovirus-based vaccines, AZD1222 and Gam-COVID-Vac, could be combined to give improved protection levels. Clinical trials are expected to start in Russia before the end of 2020. “Astra’s lawsuit alleged Bildman sexually harassed and intimidated employees, used company funds for yachts and prostitutes, destroyed documents and records, and concocted “tales of conspiracy involving ex-KGB agents and competitors. ” – source

AstraZeneca PLC

AstraZeneca é uma empresa criminosa e fraudulenta: Seroquel : In April 2010 AstraZeneca settled a qui tam lawsuit brought by Stefan P. Kruszewski for US$520 million to settle allegations that the company defrauded Medicare, Medicaid and other government-funded health care programs in connection with its marketing and promotional practices for the blockbuster atypical antipsychotic, Seroquel. According to the settlement agreement, AstraZeneca targeted its illegal marketing of the anti-psychotic Seroquel towards doctors who do not typically treat schizophrenia or bipolar disorder, such as physicians who treat the elderly, primary care physicians, pediatric and adolescent physicians, and in long-term care facilities and prisons. In March 2011, AstraZeneca settled a lawsuit in the United States totalling US$68.5 million to be divided up to 38 states.

Nexium: In 2007, Marcia Angell, former editor-in-chief of the New England Journal of Medicine and a lecturer in social medicine at the Harvard Medical School, said in Stern, a German-language weekly newsmagazine, that AstraZeneca’s scientists had misrepresented their research on the drug’s efficiency, saying “Instead of using presumably comparable doses [of each drug], the company’s scientists used Nexium in higher dosages. They compared 20 and 40 mg Nexium with 20 mg Prilosec. With the cards having been marked in that way, Nexium looked like an improvement – which however was only small and shown in only two of the three studies.

Bildman fraud, and faithless servant clawback: On 4 February 1998, Astra USA sued Lars Bildman, its former president and chief executive officer, seeking US$15 million for defrauding the company. The sum included US$2.3 million in company funds he allegedly used to fix up three of his homes, plus money the company paid as the result of the EEOC investigation. Astra’s lawsuit alleged Bildman sexually harassed and intimidated employees, used company funds for yachts and prostitutes, destroyed documents and records, and concocted “tales of conspiracy involving ex-KGB agents and competitors. This was in a last-ditch effort to distract attention from the real wrongdoer, Bildman himself.” Bildman had already pleaded guilty in US District Court for failing to report more than US$1 million in income on his tax returns; in addition, several female co-workers filed personal sexual-harassment lawsuits.

Dan Markingson committed suicide: In 2004, University of Minnesota research participant Dan Markingson committed suicide while enrolled in an industry-sponsored pharmaceutical trial comparing three FDA-approved atypical antipsychotics: Seroquel (quetiapine), Zyprexa (olanzapine), and Risperdal (risperidone). University of Minnesota Professor of Bioethics Carl Elliott noted that Markingson was enrolled in the study against the wishes of his mother, Mary Weiss, and that he was forced to choose between enrolling in the study or being involuntarily committed to a state mental institution.

A 2005 FDA investigation cleared the university. Nonetheless, controversy around the case has continued. A Mother Jones article resulted in a group of university faculty members sending a public letter to the university Board of Regents urging an external investigation into Markingson’s death.

Transfer mispricing: In 2010, AstraZeneca agreed to pay £505 million to settle a UK tax dispute related to transfer mispricing. – source

Vacina AZD1222: On 8 September 2020, AstraZeneca announced a global halt to the vaccine trial while a possible adverse reaction in a participant in the United Kingdom was investigated. On 13 September, AstraZeneca and the University of Oxford resumed clinical trials in the United Kingdom after regulators concluded it was safe to do so. AstraZeneca was criticized for vaccine safety after concerns from experts noting the company’s refusal to provide details about serious neurological illnesses in two participants who received the experimental vaccine in Britain. While the trial resumed in the UK, Brazil, South Africa, Japan and India, it remained on pause in the US till 23 October 2020 while the FDA investigated a patient illness that triggered the clinical hold, according to the HHS Secretary Alex Azar. – source

On 23 November 2020, Oxford University and AstraZeneca announced interim results from the vaccine’s ongoing phase 3 trials. There was criticism of the methods used in the report, which combined results of 62% and 90% from different groups of test subjects given different dosages to arrive at a 70% figure. AstraZeneca said it would carry out a further multi-country trial using the lower dose which had led to a 90% claim.source

Moderna

Moderna Therapeutics

Moderna’s technology platform inserts synthetic nucleoside-modified mRNA (modRNA) into human cells. This mRNA then reprograms the cells to prompt immune responses. It is a novel technique, previously abandoned due to the side effects of inserting mRNA into cells.[10][11][12]

In March 2013, Moderna and AstraZeneca signed a five-year exclusive option agreement to discover, develop, and commercialize mRNA for treatments in the therapeutic areas of cardiovascular, metabolic, and renal diseases, and selected targets for cancer. The agreement included a $240 million upfront payment to Moderna, a payment that was “one of the largest ever initial payments in a pharmaceutical industry licensing deal that does not involve a drug already being tested in clinical trials”,[20] and an 8% share in Moderna.[19] As of May 2020, only one candidate has passed Phase I trials, a treatment for myocardial ischemia, labelled AZD8601.[a][23]source

In January 2014, Moderna and Alexion Pharmaceuticals entered a $125 million deal for orphan diseases in need of therapies. Alexion paid Moderna $100 million for 10 product options to develop rare-disease treatments, including for Crigler-Najjar syndrome, using Moderna’s mRNA therapeutics platform.[24] By 2016, Bancel told an audience of JPMorgan Chase investors that the work with Alexion would shortly enter human trials. However, by 2017, the program with Alexion had been scrapped as the animal trials showed that Moderna’s treatment would never be safe enough for use in humans.[10][12]source

In 2014, after disappointing standalone therapeutic trials,[b] Moderna moved to focus on mRNA vaccines given that, efficacy issues aside, mRNA will always stimulate a level of antibody development in subjects. The change in strategy had risk given the materially lower margins of vaccine development (called “loss-leaders” by some Moderna employees),[9] with some senior employees and industry experts questioning the future viability of the company.[9][12] Rossi left the company.[9]source

In February 2016, an op-ed in Nature criticized Moderna for not publishing any peer-reviewed papers on its technology, unlike most other emerging and established biotech companies, and compared its approach to that of the controversially failed Theranos.[26] In September 2018, Thrillist published article titled, “Why This Secretive Tech Start-Up Could Be The Next Theranos”,[27] criticizing its reputation for secrecy and the absence of scientific validation or independent peer-review of its research, though having the highest valuation of any U.S. private biotech company at more than $5 billion.[10][11] A former Moderna scientist told Stat: “It’s a case of the emperor’s new clothes. They’re running an investment firm, and then hopefully it also develops a drug that’s successful”.[10]source

In 2018, the company rebranded as “Moderna Inc.” with the ticker symbol MRNA, and further increased its portfolio of vaccine development.[9] In December 2018, Moderna became the largest biotech initial public offering in history, raising $621 million (27 million shares at $23 per share) on NASDAQ, and implying an overall valuation of $7.5 billion for the entire company.[28][29] The year-end 2019 SEC filings showed that Moderna had accumulated losses of $1.5 billion since inception, with a loss of $514 million in 2019 alone, and had raised $3.2 billion in equity since 2010.[9][19] As of December 2020, Moderna was valued at $60 billion.[30]source

In March 2020, in a White House meeting between the Trump administration and pharmaceutical executives, Bancel told the president that Moderna could have a COVID-19 vaccine ready in a few months.[9] The next day, the FDA approved clinical trials for the Moderna vaccine candidate, with Moderna later receiving investment of $483 million from Operation Warp Speed.[9] Moderna board member, Moncef Slaoui, was appointed head scientist for the Operation Warp Speed project.[9]source

Moncef Mohamed Slaoui[1] (Moroccan Arabic: منصف السلاوي‎, born July 22, 1959) is a Moroccan-born Belgian-American researcher and former head of GlaxoSmithKline‘s vaccines department.[2] He worked at the company for thirty years, retiring in 2017. On May 15, 2020, President Donald Trump announced that Slaoui would manage the U.S. government’s development of a vaccine used to treat coronavirus disease in Operation Warp Speed.[3]source

Sionists of the Synagogue of Satan, os que dizem ser judeus e não são!

Slaoui co-authored more than 100 research papers.[12] In April 2013, he co-wrote a paper with several other GSK heads that introduced the term “electroceuticalto broadly encompass medical devices that use electrical, mechanical, or light stimulation to affect electrical signaling in relevant tissue types.[13] In July 2013, he wrote an op-ed in the Huffington Post entitled “It’s Time to Further Incentivize Medical Innovation”, in which he outlined three recommendations to improve the effectiveness of the pharmaceutical industry.[14]

In 1988, after consulting for SmithKline-RIT for three years, Slaoui joined the company as a vaccine researcher.[5][7] In 2006, he was appointed head of research and development at GlaxoSmithKline, succeeding Tachi Yamada.[15][16] In 2007, he announced plans to establish a neurosciences research group in Shanghai that would employ a thousand scientists and cost $100 million; it ceased operations in August 2017.[17] In 2008, Slaoui led the $720 million acquisition of Sirtris Pharmaceuticals, which folded in 2013. In 2012, he oversaw GSK’s purchase of Human Genome Sciences for over $3 billion.[18] The Slaoui Center for Vaccines Research in Rockville, Maryland—named after Slaoui and GSK’s first research and development institute in the United States—was opened on December 14, 2016.[19][20][21]

Slaoui spent thirty years working at GSK.[3] During his time there, Slaoui oversaw the development of numerous vaccines, including Cervarix to prevent cervical cancer, Rotarix to prevent gastroenteritis in children, and an Ebola vaccine.[12] He also spent 27 years researching on a malaria vaccine, Mosquirix, that was approved by the European Medicines Agency in 2015 and touted as the first in the world.[22] In 2016, he discussed GSK’s development of bioelectronic medicine.[23][24] Slaoui left GSK on June 30, 2017.[25] In September 2017, he joined European venture capital firm Medicxi.[26]

vacina Cervarix
vacina Cervarix

Os surtos de Ebola estão a ser causados e transmitidos com vacinas através da Cruz Vermelha para a mobilização de tropas em Africa para que as potências mundiais se apoderem das reservas de petróleo, diamantes, para obrigar os escravos a trabalhar nas minas em condições desumanas, e vacinar à força as populações contaminando-as com a Ebola para manter a doença alastrada e justificar assim a intervenção militar, médica e farmacêutica!

As vacinas são transmissoras de doenças! Um ensaio clínico demonstrou que os vacinados transmitem o vírus da vacina a contatos soronegativos saudáveis!

A vacina ROTARIX é feita com fezes contaminadas que eles dão o subtil nome técnico de human 89-12 strain. Eles injectam literalmente fezes contaminadas no sangue dos bebés recém-nascidos com estas vacinas! Reparem que estas vacinas que dão aos bebés recém-nascidos causam pneumonias!

Não existe nenhum vírus rotavirus gastroenteritis, os sintomas associados ao rotavirus é quando os bebés se alimentam de leite artificial (fórmula infantil farmacológicas que são drogas) e deixam de ser amamentados naturalmente do leite materno das suas mães e passam para uma alimentação industrial que provoca uma reacção imune do corpo dos bebés que é a microbiota do corpo a alterar-se e a adaptar-se à alimentação industrial que provoca uma alteração na flora intestinal e consequentemente no microbioma humano, os sintomas disto é acute and severe diarrhea que é incorrectamente associado a um vírus que não existe, rotavirus gastroenteritis, para venderem vacinas e tratamentos farmacológicos!

In rotaviral gastroenteritis, continued breast-feeding significantly reduces the duration of acute diarrhea, while lactose-free soya feeds do not lead to a significant reduction in the duration of the illness when compared to cow’s milk-formula feeds. Hence, it is concluded that (a) breast-feeding should be continued during an episode of infantile diarrhea, and that (b) empirical use of soya preparations from the time of hospital admission is not justified; however, the latter should be considered in infants whose purging rate goes up or diarrheal disease severity worsens 3 to 4 days after the onset of diarrhea or hospital stay and who are passing significant amounts of reducing sugars in their stool.” – source

Página 12 do folheto informativo da vacina ROTARIX para o rotavirus: CLINICAL PHARMACOLOGY – 12.1 Mechanism of Action: Prior to rotavirus vaccination programs, rotavirus infected nearly all children by the time they were 5 years of age (fórmulas infantil com leite artificial). Severe, dehydrating rotavirus gastroenteritis occurs primarily among children aged 3 to 35 months. Among children up to 3 years of age, approximately 16% of cases before 6 months of age result in hospitalization. The exact immunologic mechanism by which ROTARIX protects against rotavirus gastroenteritis is unknown and a relationship between antibody responses to rotavirus vaccination and protection against rotavirus gastroenteritis has not been established.

Ou seja, as autoridades de saúde andam a vacinar bebés com uma vacina que se desconhece o seu mecanismo imunológico e que não foi estabelecida a relação entre as respostas de anticorpos à vacinação contra rotavírus e a proteção contra gastroenterite por rotavírus! 🤦

As vacinas contra o rotavirus causam o rotavirus porque provocam os sintomas associados ao rotavirus porque essas vacinas contêm fezes contaminadas que provocam problemas gastrointestinais denominados de rotavirus gastroenteritis!

Vaccines are Biological Weapons of Mass Destruction
vacinas para porcos

Porque razão uma vacina vai conter um vírus encontrado em porcos? Eles não dizem o porquê porque obviamente o que eles estão a fazer é a manipular a genética e a estrutura molecular e celular do corpo-humano com estes vírus “inofensivos” encontrados em porcos! Uma mãe ou um pai que deixa o seu filho ser vacinado com uma vacina que contém vírus encontrados em porcos não merece ter filhos! Um médico ou qualquer profissional de saúde que vacina bebés com este tipo de vacinas deve ser imediatamente demitido e preso!

Agora vamos falar da malária e da fraude que é a vacina Mosquirix. A malária não é doença infecciosa nenhuma! A malária é uma reacção natural às picadelas dos mosquitos que são vacinas naturais que a natureza usa para o processo de limpeza, degradação e regeneração e para fortalecer o plasma sanguíneo e o sistema imunitário e por isso é que a maior parte dos africanos são imunes à malária, os africanos não morrem de malária, morrem de fome e desnutridos! As doenças são uma fraude e o conceito de doença foi deturpado pela indústria militar, médica e farmacêutica para vender vacinas, fármacos, diagnósticos, tratamentos e para financiar a construção de hospitais e organizações criminosas como a cruz vermelha que são braços armados de invasão e colonização para tráfico de sangue, fluídos humanos (minerais que eles capturam nos fluídos humanos através das redes de saneamento), tecidos corporais, células estaminais e órgãos para tráfico de órgãos!

Os sintomas da malária são exactamente os principais sintomas de uma vacina: febre, fadiga, vómitos e dores de cabeça! A natureza não é estúpida! A indústria militar, médica e farmacêutica (que são alienígenas invasores planetários, são a verdadeira praga) inventou uma doença (malária) para terem um pretexto de entrar com a cruz vermelha e com os hospitais em Africa para vacinar as populações nativas todas (para as adoecer, enfraquecer e manipular a sua genética) e para traficar sangue, tecidos e órgãos das populações africanas!

É tudo mentira o que a ciência diz da malária, o que causa a contaminação do fígado são as vacinas e os fármacos e não a malária, são as vacinas e os fármacos que sobrecarregam e intoxicam o figado com substâncias patógenas, não são as fêmeas dos mosquitos (e tinham quer ser fêmeas, eles culpam as fêmeas por todos os males). Eles vacinam as pessoas com substâncias patógenas e xenobióticos que se acumulam no fígado e depois atribuem essa contaminação do figado a causas naturais para continuarem a vender mais vacinas, fármacos e tratamentos!

A teoria oficial das origens da malária diz-nos que: “Embora o parasita responsável pela malária falciparum exista há 50 000-100 000 anos, só há cerca de 10 000 anos é que a sua população aumentou, impulsionada pelo desenvolvimento da agricultura e o surgimento das primeiras cidades. A presença de parentes dos parasitas da malária humana em chimpanzés continua a ser comum. Algumas evidências sugerem que a malária falciparum possa ter origem em gorilas.” Esta explicação oficial das origens da malária é mentira! Africa não tem muitas cidades nem agricultura e tem o maior número de casos de malária! A malária falciparum é uma bactéria, Bacillus malariae, que é uma das bacterias responsáveis pela decomposição orgânica, e por isso é que a malária sempre foi associada a águas paradas, pântanos e com matéria em decomposição que os antigos denominavam de miasma, maus ares, foi daqui que surgiu o termo malária. Foram os romanos que chamaram a doença de “malária”, mala para o mal e ária para o ar, pois acreditavam que a doença era transmitida por ar contaminado, ou miasma. O termo malária tem origem no italiano medieval mala aria, ou “maus ares“; a doença era anteriormente denominada “ague” ou “febre dos pântanos” devido à sua associação com os terrenos alagados.[115] A malária era comum em grande parte da Europa e da América do Norte,[116] onde já não é endémica,[117] embora continuem a ser registados casos importados.[118]

Ou seja, a malária é provocada por causa de águas paradas porque as águas paradas começam naturalmente a decompor matéria orgânica usando bactérias para esse processo natural! Por isso é que querem destruir os Eucaliptos com a mentira de que os Eucaliptos suagam a água toda, pois sugam e ainda bem pois distribuem essa água pelos ecossistemas subterrâneos alimentando todas as espécies essenciais à vida e mantêm as águas em movimento, os Eucaliptos drenam naturalmente as águas e impedem a formação de pântanos e de águas paradas, águas paradas que potenciam a propagação de bactérias patógenas como a Bacillus malariae que é a bactéria causadora da malária. Árvores grandes com raízes profundas como os eucaliptos e os pinheiros impedem a acumulação de águas nutrindo todos os ecossistemas nos solos e nos sub-solos e prevenindo muitas doenças porque impedem a proliferação de bactérias causadoras de doenças. E as barragens são um crime ambiental e um atentado á saúde humana, animal e um atentado à saúde de todos os ecossistemas porque as barragens bloqueiam a livre circulação da água potenciando as secas, as águas paradas e a consequente proliferação de doenças e pandemias! As barragens são armas alienígenas para bloquear o elemento matriz da natureza, a água, que é o elemento mais importante que faz a fusão de todos os outros elementos naturais e por isso é que não pode ser parada!

E como nós sabemos a indústria militar, médica e farmacêutica é obcecada pelos processos da natureza, e tudo o que faz é para imitar a natureza e usar esses processos naturais como armas biológicas manipuladas em laboratório para esse efeito, e as bactérias responsáveis pela degradação da matéria orgânica como a bactéria responsável pelos casos mais graves de malária, a bactéria Bacillus malariae, deve estar a ser usada em armas biológicas pelo complexo militar, médico e farmacêutico! Eles fazem sempre isso! E muito provavelmente essas bactérias estão a ser disseminadas na água e em mosquitos ou outros insectos manipulados para esse efeito para propagar pragas e pandemias que depois eles atribuem a causas naturais ou a alterações climáticas.

Tal como aqui mostrei, é possível que a COVID-19 seja um desses ataques biológicos fazendo uso de bactérias manipuladas para esse efeito e que são espalhadas na água que se evaporam no ar quente e que dessa forma se transmitem pelo ar quente como nos pântanos que libertam vapores quentes, por isso a única forma de propagação deste vírus COVID-19 ou de qualquer outro vírus (que na minha opinião não é vírus nenhum, são bactérias) é através do ar quente e de temperaturas quentes tal como aqui, aqui, aqui e aqui mostrei.

A Indaqua e a ERSAR são Organizações Terroristas que andam a contaminar a água pública com bactérias coliformes causadoras de doenças!

A principal arma da indústria militar, médica e farmacêutica para transmitir doenças são insectos e bactérias coliformes causadoras de doenças em águas paradas e temperaturas quentes! Não é possível transmitir doenças com temperaturas frias e por isso é que a pandemia COVID-19 foi alastrada e atingiu os valores máximos em períodos muito quentes no Verão de 2020 porque estas bactérias ou bacteriófagos precisam de temperaturas quentes para se proliferar e se deslocar no ar quente. Por isso é que não há mosquitos nem moscas em épocas frias porque esses insectos alimentam-se nas épocas quentes e morrem nas épocas frias porque são insectos controladores de pragas que fazem parte do mecanismo natural de decomposição da matéria orgânica evitando a proliferação de bactérias coliformes e outros micro-organismos patógenos, nós temos que devolver à Terra o que tiramos dela e a natureza usa mecanismos naturais de correcção para manter esse equilíbrio entre o que tiramos e o que devolvemos:

https://odiariodeumet.wordpress.com/2020/02/21/o-caso-dos-caes-subnutridos-do-cavaleiro-joao-moura-e-um-caso-fabricado-pelas-autoridades-judiciais-e-militares-da-gnr-para-obterem-poder-absoluto-que-lhes-permita-multar-e-prender-as-pess/#comment-6628

águas paradas e quentes são transmissoras de agentes causadores de doenças

A vacina para a malária é uma fraude! A próprio farmacêutica admite que a vacina não é eficaz: “A vacina não fornece proteção completa contra a malária causada por P. falciparum por isso o seu filho pode ainda ficar doente com malária. Além disso, a proteção oferecida pelo Mosquirix diminuirá após a terceira e quarta doses.” – source

bitch da ReiThera: Dizer ou fazer outra vez o que já se disse ou fez uma ou mais vezes
“reiterar”

Referências:

Vaccines and Related Biological Products Advisory Committee MeetingDecember 17, 2020

ROTARIX (Rotavirus Vaccine, Live, Oral)

Mosquirix powder and suspension for suspension for injection

Summary of risk management plan for Mosquirix (Plasmodium falciparumand hepatitis B vaccine (recombinant, adjuvanted))

Dr. Moncef Slaoui: Trump’s Arab-American Head of ‘Warp Speed’ Covid-19 Vaccine Effort

Profile: Dr. Moncef Slaoui, America’s Arab ‘Coronavirus vaccine czar’