A Direção-Geral da Saúde que está a matar os idosos com vacinas e a esterilizar e a adoecer os vossos filhos e mulheres com implantes subcutâneos quer agora invadir a privacidade dos idosos para os monitorizar electronicamente a partir de casa e assassinar os idosos e quem estiver com eles com armas electromagnéticas de energia dirigida em nome da saúde, segurança e sustentabilidade!

O título desta publicação já diz tudo! Nas últimas semanas as máfias do complexo médico farmacêutico encomendaram a publicação de muitas notícias na comunicação social sobre pulseiras electrónicas nos hospitais, segurança e monitorização hospitalar, o assassinato de Ruben de Carvalho (dirigente do PCP) que as autoridades disseram convenientemente que foi uma queda hospitalar para provocar um problema hospitalar e a consequente reacção popular, para logo a seguir nos apresentarem a solução que eles querem implementar na sociedade, a monitorização de doentes em tempo real com dispositivos electrónicos que são armas electromagnéticas de energia dirigida!

Por isso é que o Parlamento e as autoridades de saúde acabaram com as taxas moderadoras, para submeter as pessoas facilmente aos rastreios e diagnósticos hospitalares pois dessa forma as autoridades de saúde, judiciais e policiais podem usar as pessoas como cobaias na implementação destes dispositivos electrónicos de rastreabilidade humana e monitorização em tempo real que é o objectivo final de todas essas bestas, monitorizar electronicamente toda a gente que é um eufemismo para os crimes de espionagem, cyberstalking e voyeurismo que as autoridades querem cometer em massa em tempo real para vigiar e controlar toda a gente e assassinar quem lhes apetecer com armas electromagnéticas de energia dirigida!

Eles querem diagnosticar qualquer doença aos utentes de forma a sujeitá-los a consultas e exames que se seguem ao primeiro diagnóstico! Eles querem inventar e diagnosticar doenças a toda as pessoas para as monitorizar em tempo real com dispositivos electrónicos em nome de uma falsa saúde e uma falsa segurança. As autoridades fazem tudo ao contrário do que dizem! Quem está no poder mente!

Continue reading “A Direção-Geral da Saúde que está a matar os idosos com vacinas e a esterilizar e a adoecer os vossos filhos e mulheres com implantes subcutâneos quer agora invadir a privacidade dos idosos para os monitorizar electronicamente a partir de casa e assassinar os idosos e quem estiver com eles com armas electromagnéticas de energia dirigida em nome da saúde, segurança e sustentabilidade!”

O ataque à escola do Brasil foi uma encenação mediática e uma operação false flag cometida pela polícia militar e pelos serviços de inteligência com a assinatura do Vaticano e do complexo militar, médico e farmacêutico e com a cumplicidade de crisis actors como é típico neste tipo de operações!

jogo de cartas illuminati

O objectivo deste tipo de falsos atentados de terrorismo cometido nas escolas é implementar medidas de segurança biométrica nas escolas e nos alunos com dispositivos RFID e de geo-localização para monitorizar electronicamente todos as crianças e todos os alunos em nome de uma falsa segurança uma vez que são as próprias autoridades e serviços de inteligência que cometem estes falsos atentados com encenações teatrais e fake news espalhadas na comunicação social como verdadeiras!

Reparem nas fotografias editadas dos supostos autores que eles publicaram na comunicação social com filtros de pixelização e de ruído (distorção) para não ser possível a correcta análise forense e a identificação dos supostos autores do atentado! Eles usaram estas fotos para manipulação mental e programação social no seguimento da agenda 2030 que pretende controlar e monitorizar todas as crianças e adolescentes, porque é uma fotografia de uma criança e de um adolescente como sendo os supostos autores dos atentados. Crianças e adolescentes são as principais faixas etárias que as elites querem controlar, monitorizar e escravizar!

Continue reading “O ataque à escola do Brasil foi uma encenação mediática e uma operação false flag cometida pela polícia militar e pelos serviços de inteligência com a assinatura do Vaticano e do complexo militar, médico e farmacêutico e com a cumplicidade de crisis actors como é típico neste tipo de operações!”